domingo, dezembro 31, 2006

sábado, dezembro 30, 2006

Listas de 2006

Pois é, chega o final de ano, e é aquela altura que decido fazer umas listas das coisas que mais gostei, em termos musicais, este ano, sem qualquer ordem de preferência :

Top 50 de 12" :

Lindstrom - Another Station [Original & Todd Terje Mix] (Feedelity)
Martin Buttrich - Full Clip/Programmer (Planet E)
Escort - Starlight (Escort)
Digitalism - Jupiter Room (Kitsuné)
Antenna - Camiño Del Sol [Todd Terje & Joakim mixes] (Permanent Vacation)
Larry Heard presents Mr. White - You Rock Me/The Sun Can`t Compare (Alleviated)
Delia Gonzalez & Gavin Russom - Relevee [ Carl Craig & DFA Mixes] (DFA)
Dondolo - Dragon [Shit Robot & Brennan Green Mixes] (Tiny Sticks)
Justice - Waters Of Nazareth [Erol Alkan`s Mix] (Ed Banger)
Martin Landsky - 1000 Miles (Poker Flat)
I Cube - Acid Tablet (Versatille)
Magnus International - Kosmestik (Full Pupp)
Audion - Mouth To Mouth (Spectral)
Kudu - Playing House [Juan McLean Mix] (Nublu)
Radio Slave - Secret Base (Rekids)
Shit Robot - Thriumph/Rise (DFA)
Para One - Dudun Dun [MSTRKRFT Mix] (Naive/Institubes)
Theo Parrish - Falling Up [Carl Craig Mix] (Third Ear)
Mudd - 54 B (Rong)
Spiritcatcher - Fission Trips E.P. (Winding Roads)
Gui Boratto & Oxia - Speicher 38 (Kompakt)
Felix Rennefeld - The Max (Great Stuff)
Joakim - Drum Traxx (Versatille)
Padded Cell - Are You Anywhere/Konkorde Lafayette (DC)
Prins Thomas - Fehrrara (Full Pupp)
Robbie Williams - Rudebox [Chicken Lips Dub] (Pharlophone)
Marc Romboy feat. Blake Baxter - The Club [Versions 1&2] (Systematic)
Heidi vs Riton - Vejer [Original & Jesse Rose Mix] (Get Physical)
Riot In Belgium - The Acid Never Lies (Relish)
Goldfrapp - Ride A White Horse [Ewan Pearson Mix] (Mute)
Ricardo Villalobos - What You Say Is More Than I Can Say [Isoleé Mix] (Sister Phunk)
DJ T vs Booka Shade - Queen Lucid/Played Runner (Get Physical)
Tobby Tobias - A Close Shave (Rekids)
Kreeps - All I Wanna Do Is Break Some Hearts [Boys Noize Mix] (Output)
Paul Woolford presents Bobby Peru - Erotic Discourse (20:20 Vision)
Uffie - Readdy To Uff/Pop The Glock (Ed Banger)
Cansei de Ser Sexy - Let`s Make Love (And Listen To Death From Above) [Spank Rock Mix] (Sub Pop)
James Flavour - The Ride (Dirt Crew)
Tiga - Far From Home [DFA Mix]/Move My Body (PIAS)
Sweetlight - Le Grand Sommeil (Turbo)
Oxia - Speicher 34 (Kompakt)
Goldfrapp - Fly Me Away [Carl Craig Mixes] (Mute)
Mudd - Flytoget (Outergaze)
Blackbelt Andersen - Alfaz de Piz (Full Pupp)
Einzelkind - Marsha (Kindish)
Jennifer Cardinni & Shonky - August In Paris (Mobilee)
Remote - Get A Real Job E.P. (Kill The DJ)
Sebastian - Ross Ross Ross (Ed Banger)
Headman - Roh [Playgroup Mix] (Gomma)
Zwicker - I Get My Kicks At Nightime (Compost Black Label)
Who Made Who - Out The Door [Superdiscount Mix] (Gomma)

Top 30 de Álbuns/Compilações :

Vários - The Kings Of Techno by Laurent Garnier & Carl Craig (BBE)
Vários - Big Apple Rappin` (Soul Jazz)
Tiga - Sexor (PIAS/Turbo)
Marc Romboy - Gemini (Systematic)
Dirt Crew - The First Chapter (Dirt Crew)
Booka Shade - Movements (Get Physical)
Kudu - Death Of The Party (Nublu)
The Knife - Silent Shout (Brille)
Cansei de Ser Sexy - Cansei de Ser Sexy (Sub Pop)
MSTRKRFT - The Looks (Last Gang)
Headman - On (Gomma)
Various - Âme presents Mixing (Sonnar Kollektiv)
Burial - Burial (Hyperdub)
Double D Force - Enforce The Funk (Loop)
Various - The Celluloid Years (Celluloid)
Various - New York Noise vol. 2 (Soul Jazz)
Various - A Tom Moulton Mix (Souljazz)
Various - Full Body Workout vol. 3 (Get Physical)
Various - Kitsuné Maison vol. 2 (Kitsuné)
In Flagranti - Wronger Than Anyone Else (Codek)
Various - A Relish Compilation (Relish)
Various - Elaste (Compost)
Spektrum - Fun At The Gymkhana Club (Non Stop)
The Rapture - Pieces Of The People We Love (Schnauzer/Theathre Of Blood)
Various - Total 7 (Kompakt)
Phantom Slasher - Gruble (Noid)
Various - The DFA Remixes Chapter 1
Various - The DFA Remixes Chapter 2
Various - F.U.N. 2 (Fine)
Oliver Huntemann - Fieber (Gigolo)

quinta-feira, dezembro 28, 2006

Cardápio Nocturno

Quinta, dia 28 de Dezembro :

- Eduardo Martins @ ADN, Setúbal - noites Electro/p0werup

- Desprezo & Xinobi @ Left - noite A França Dança

- Daniel Wang (Balihu/Environ) @ Lux, Lisboa


Sexta, dia 29 de Dezembro :

- Pedro Tiago @ Tribux, Setúbal

- Abel Santos @ Tasco do Kaneco, Setúbal - noite de Homenagem a James Brown

- Pedro Viegas @ ADN, Setúbal

- CONTRA DISCO @ Triplex, Porto


Sábado, dia 30 de Dezembro :



Domingo, dia 31 de Dezembro (noite de fim-de-ano) :

- Pedro Tiago & Eduardo Martins @ Tribux, Setúbal (All Night Long...)

- Reveillon @ Clube do Rio, Setúbal http://clubedorio.blogspot.com

- DJ Quiz, Tozé Diogo, Anthony Millard, etc @ Lei Seca Hype, Lisboa (Rua das Fontaínhas, 86, Alcântara, junto ao Alcântara Rio)


p.s. Sexta, dia 19 de Janeiro, Abel Santos @ Bar do Bairro, Lisboa (Bairro Alto)


ADN : http://www.adnbar.com

- Sexta, dia 5 de Janeiro - Eduardo Martins & Pedro Tiago

- Sexta, dia 12 de Janeiro - Mário João Camolas

- Sexta, dia 19 de Janeiro - Mister Simon & Mr. Cheeks

- Sexta, dia 26 de Janeiro - Lúcio Monteiro

Aviso : O evento que iria ocorrer no Gandums/Quinta do Sol, no dia 31, foi cancelado.

terça-feira, dezembro 26, 2006

Crónicas Nocturnas # 107

Na quinta, como é habitual, estive no ADN a passar som...e, para um dia de semana, correu bastante bem, apareceu bastante gente (é óbvio que haver pessoal a estar de férias das aulas, e, até do trabalho, ajudou). No começo de noite foi a festa de aniversário de uma amiga, onde também o Miguel Mares passou uns disquitos lá pelo meio do set...eheheh, mas cedo tiveram de se ir embora, pois era dia de trabalho para eles (nem toda a gente consegue ou pode tirar férias nesta altura...eheh). De resto, em termos sonoros, as coordenadas não fugiram muito ao que tem sido habitual, ou seja, inicio o set com sonoridades mais Disco, para depois evoluir para coisas mais Electro/Minimal/Maximal/Acid...whatever...eheheh. Ouviram-se nomes como Jonhy Dynell & New York 88, Lola, Lindstrom, Booka Shade, Blackbelt Andersen, I Cube, Optimus, Brennan Green, Sebastian, Rapture, Serge Santiago, Marc Romboy, Digitalism, MSTRKRFT, Boys Noize, Alex Gopher, Tiga, M.A.N.D.Y. , Cass & Mangan, Soulwax, Oxia, Padded Cell, Williams, Zwicker, entre outros...grande animação no ADN.

Sexta, foi dia de jantar de Natal do Baco. Foi no Cantinho, onde se comeu bem e barato. Foi também muito animado, e houve a já usual troca de prendas (desta vez não houve nada de tão "controverso" como o muito falado "kit de enrabar"...eheheheh...o que nos rimos o ano passado com isso...e este ano recordámo-nos de tão singela prenda...eheheh).

A seguir fui para o Baco, onde estava a Joana a passar som, com o bom gosto com que sempre nos habituou, numa onda mais Electro/Punk-Funk/Minimal whatever...Baco muitíssimo animado mesmo.

A seguir fui para o Tribux, onde estive a ouvir o Pedro Tiago, e também estava animado e com bom ambiente, e com o Pedro a passar as habituais sonoridades mais viradas para o Minimal/Acid, sempre muito dançáveis.

A seguir fui para o ADN, onde estava o húngaro Vince Varga a passar som. Muito eclético, muito dançável, muito bom gosto, embora houvesse quem achasse que o set dele devesse de ter sido mais linear (o homem mudava frequentemente de estilo...eheheh). Funk, Disco, Afro-Beat, Breakbeat, Hip-Hop, Electro, House, Ska, Reggae, Dub, Rock...de tudo um pouco se ouviu. E foi festa da grossa no ADN...casa á pinha, com o pessoal todo ao rubro, a curtir o set do Vince...nice. No fim da noite conheci o Vince, e posso dizer que é um gajo 5 estrelas, impecável mesmo.

No sábado fui passar som ao Tribux, e correu bem. O começo de noite foi calmo, mas, com o passar do tempo, o pessoal foi chegando, e houve festa (um amigo também fazia anos nesse dia...eheheh), e o ambiente teve sempre bom, e o pessoal esteve sempre bastante animado. O set não fugiu muito ao que tem sido habitual nas minhas noites no ADN nos últimos tempos, com nomes como Todd Terje, Fabrizio Mammarella, Magnus International, I Cube, Padded Cell, Mr. Fingers, Marc Romboy, Lifelike & Kris Menace, Williams, Booka Shade, Tiga, Justus Kohncke, Martin Buttrich, Serge Santiago, Tiefschwarz, Joakim, Felix Rennefeld, Akabu, Sweetlight, Spiritcatcher, Heidi vs Riton, Luke Solomon, Dondolo, Shit Robot a marcarem presença.

A seguir fui para o ADN, que, para variar, já estava á pinha, e com o pessoal completamente ao rubro...Tava o Zé Pescador a passar cenas mais "rockeiras", mas bastante dançáveis, e estava o Zé Silva, que também tinha passado uns discos, a preparar-se para ir embora. Passado um bocado, entrei eu para passar dois discos (a remistura de Todd Terje ao Another Station do Lindstrom e a remistura de Soulwax ao Standing In The Way Of Control dos Gossip), e, a seguir veio o Miguel Mares passar som, e asim foi até ao fim da noite, com o Zé a passar uns discos pelo meio...o Miguel passou uma onda mais Electro-Rock e Maximal, com o pessoal a aderir bastante bem...lembro-me de ele ter passado coisas como as remisturas de Justice ao The Fallen dos Franz Ferdinand e ao Nazis do Mr. Oizo, as remisturas de MSTRKRFT ao Dudun Dun do Para One e ao Woman dos Wolfmother, a remistura dos Soulwax ao Lovelight do Robbie Williams, Testify dos Rage Agains THe Machine, entre outras coisas que agora não consigo recordar...ADN ao rubro...Esteve-se mesmo muito bem.

Na véspera de Natal fiquei por casa, não deu para sair, mas quem quiser comentar como foi a noite no ADN ou até noutros sítios...be my guest...eheheheh.

segunda-feira, dezembro 25, 2006

Adeus Soul Brother - James Brown R.I.P.













O céu é agora um lugar bem mais "funky"...Um dos maiores ícones da música para dançar mais contemporânea...
SOUL POWER!!!


domingo, dezembro 24, 2006

Stuart - Molotov

Stuart - Molotov

Aqui fica um set deste meu "fellow" guerrilheiro...enjoy.

DOWNLOAD: http://www.sendspace.com/file/ta02jm

quarta-feira, dezembro 20, 2006

Cardápio Nocturno

Quinta, dia 21 de Dezembro :

- Eduardo Martins @ ADN, Setúbal - noites Electro/p0werup

- Abel Santos @ La Bohémme - Back to Rock

- Steve Bug @ Lux, Lisboa


Sexta, dia 22 de Dezembro :

- Marco Alonso Flamenco Jazz Trio @ La Bohémme, Setúbal

- DJ Ju-One @ Baco, Setúbal

- Pedro Tiago @ Tribux, Setúbal

- Vince Varga @ ADN, Setúbal

- Abel Santos @ Bar do Bairro, Lisboa


Sábado, dia 23 de Dezembro:

- Eduardo Martins @ Tribux, Setúbal

- Mondim @ Baco, Setúbal

- Homenagem ao Zé Gato @ Tasco do Kaneco, Setúbal, com Abel Santos

- Photonz @ Fábrica do Som, Porto


Domingo, dia 24 de Dezembro (véspera de Natal) :

- Pedro Tiago @ Tribux, Setúbal (a partir da uma da manhã)

- Noite de Natal @ ADN, Setúbal


p.s. Sexta, dia 29 de Dezembro, CONTRA DISCO @ Triplex, Porto

Domingo, dia 31 de Dezembro (noite de fim-de-ano) Magazino aka Del Costa, John-E, Analódjica, etc @ Quinta do Sol (Gandums), Setúbal - perto da Universidade Moderna de Setúbal


ADN : http://www.adnbar.com

- Sexta, dia 29 de Dezembro - Pedro Viegas

- Sexta, dia 5 de Janeiro - Eduardo Martins & Pedro Tiago

- Sexta, dia 12 de Janeiro - Mário João Camolas

- Sexta, dia 19 de Janeiro - Mister Simon & Mr. Cheeks

- Sexta, dia 26 de Janeiro - Lúcio Monteiro

domingo, dezembro 17, 2006

Crónicas Nocturnas # 106

Na segunda o Simões convidou-me para ir com ele ao Casino de Lisboa, para irmos ver a actuação ao vivo dos Koop. Sendo assim, lá fui eu, o Simões e a esposa vê-los. Conseguimos arranjar um lugar porreiro num dos pisos superiores do casino, de onde víamos bem o palco. Ao início tocava uma banda que fazia “covers” de temas de Soul/Funk/Jazz/Blues...muito agradável. Pelo meio ainda assistimos a um número de trapezismo que era bastante engraçado. E, a seguir, a razão pela qual lá fomos...os Koop. Gostei muito do concerto, sempre numa toada muito “jazzy”, e, quase sempre, com a voz (e presença) sensual da vocalista Yukimi Nagamo. Foi um concerto que pedia um local mais íntimo, mais acolhedor, não tão impessoal como o Casino, cheio de “slot machines” e dos habituais viciados no jogo. Os próprios Koop até brincaram com a situação, a dizer para nos aproximarmos mais...eheheh (só se tivéssemos asas...eheh). Mas de resto conseguiram-me seduzir com a sua mistura entre um Jazz típico das décadas de 30/40/50 e as possibildades que as novas tecnologias apresentam. Pena uns gajos que estavam atrás que passavam a vida a assobiar de uma forma estridente (tão estridente, que quase me furava os tímpanos...). Não havia necessidade, e este não era um tipo de concerto que pedisse coisas deste tipo...enfim...

Na quinta lá regressei para a minha residência habitual no ADN. Esteve fraquita a noite, mas depois de dois fins de semana prolongados, e de esta ser a última semana de aulas para muita gente, antes das férias de Natal, e, consequentemente, ser aquela semana onde se fazem os exames todos em catadupa e coisas do género, já se esperava que a noite fosse estar mais calmita. Comecei com cenas mais Disco, como Lindstrom, Prins Thomas, The Jacksons, Michoacan, Brennan Green, Blackbelt Andersen, Francisco, mas com a chegada de mais pessoal, comecei a passar coisas como Marc Romboy, Freestylers, 20/20 Soundsystem, The Rapture, Serge Santiago, Dubble D, Joakim, Krikor, Akabu, M.A.N.D.Y. , Booka Shade, Tiga, MSTRKRFT, entre outros. Apesar de tudo, gostei da noite, e para a semana acredito que vá estar mais animado...eheheh.

Na sexta iniciei a noite no Baco, onde me encontrei com o Simões, e por lá estivémos na conversa, bem balançados pelas sonoridades mais “chill-out” passadas pelo Paulo aka Papal. É sempre um prazer estar á conversa com o Simões, e tem sempre histórias giras para contar...eheheh.

Depois fomos ao Bombar, que já estava bastante animado, e onde se ouviam sonoridades mais Nu-Jazz. Por lá encontrámos mais pessoal amigo, e ficámos por lá na conversa.

A seguir fomos ao Tribux, onde deveria estar o Pedro Tiago a passar som, mas, devido a, subitamente, ter apanhado uma gripe daquelas, teve de ficar em casa a recuperar, e, como tal, estavam-se a ouvir sets que o Hélder, o dono do Tribux, tem para lá no computador dele. Apesar de tudo, o Tribux até estava animado.

A seguir fomos para o ADN, para festejar o 6º aniversário das noites Glooop no ADN, noites da responsabilidade do Pedro Viegas. Nesta noite houve uma actuação dos Teenage Fuckfest, ou seja, Pedro Viegas ao comando dos pratos, e China ao comando da guitarra eléctrica. E ó China, que guitarra...em V, a fazer lembrar as que víamos em telediscos de Hard Rock/Heavy Metal dos anos 80. O set foi variado, andou-se por entre sonoridades mais ligadas ao Breakbeat, Electro, Hip-Hop, Dub e até Dubstep (quem não conhece este estilo, aconselho ouvir os discos de malta como Burial, Kode 9, Space Ape e Skream...), com as guitarradas do China em perfeita sintonia com os temas que o Viegas passou. Giro também as imagens projectadas pelo Pi (acho que é este o nome artístico dele..se não fôr, corrijam-me, se faz favor). ADN completamente ao rubro, com o pessoal a curtir bué (e nem estranharam muito o ocasional tema de Dubstep, que acaba por ser mais dançável do que se pensa...é diferente ouvir Dubstep em casa, e depois ouvir num clube...). E será que já mais alguém teve a ideia de ter um gajo a tocar guitarra por cima de temas de Dubstep?

Saído do ADN, dirigi-me para o Porto de Abrigo, onde se iria realizar o 1º dia da festa Weekend At Berlim. Chegado lá, já se encontrava o Paulo Nupi ao comando da cabenie de som. O som era bom, como é habitual nele, e bastante típico do que se ouve em Berlim...recordo-me de ter ouvido coisas como No Stoppin` dos M.A.N.D.Y. , o já clássico Dance With Me dos Underground Sound Of Lisbon, My Bleep de Radio Slave, a remistura de Jesper Dahlback ao Jack 2 Jack dos Panash, a versão de A Hundred Birds ao Rej do Âme, entre outras coisas que não reconheci, ou que já não me recordo. E, como sempre, as imagens do João Vida deram um colorido especial á coisa. Pena foi em termos de público, ter estado aquém do esperado. O facto do evento ser ao ar livre, apesar de a pista ser num sítio tapado, não ajudava (e não custava ter posto uns aquecedores á volta da pista de dança...digo eu...), mas mais grave, na minha opinião, foi a falta de publicidade a este evento. Nos sítios em que tinha estado, durante a noite, verifiquei sempre se haviam cartazes a fazer referência ao Weekend At Berlim, e a triste realidade é que não havia nem um. E sempre que mencionava a pessoal amigo/conhecido meu a existência deste evento, ficavam surpreendidos, pois não tinham conhecimento de nada (só os que lêem habitualmente o p0werup ou ouvem o Setúbal Dance Night sabiam...). Perguntei a um dos organizadores da festa a razão de não haver publicidade em sítios como o Baco, Bombar, Tribux, etc...foi-me dito que havia publicidade espalhada pela cidade...ok, acho isso bem, mas devia de ter havido também nos sítios chave, para ao menos as pessoas terem conhecimento que existia mais essa escolha. Seja como fôr, estas iniciativas são sempre de louvar, e espero que não desanimem, nem desistam de organizar mais festas deste tipo, porque a noite de Setúbal precisa deste tipo de eventos, mas não descurem certos pormenores que são importantes...

No sábado iniciei a noite no Baco (para variar, né?), e, mais uma vez esteve-se bastante bem. Esteve lá do DJ Jimmy (que também toca guitarra nos Louie Djimé), a passar sonoridades entre o Rock mais clássico (Doors, Jimmy Hendrix), Funk e Afro-Beat...muito nice, e boa onda. Baco animado.

A seguir fui ao Tasco do Kaneco, onde estava o Abel a passar som, dentro daquela onda mais variada tão usual nele...Passou por vários estilos diferentes como Jazz, Funk, Disco, Rock, Electro, Deep-House, Filtered-House...como sempre, ele prometeu que deixava nos comentários a “playlist”...eheheheh. Kaneco animado, embora não tanto como na semana anterior.

A seguir fui para a Festa de Natal do MXL, onde já se encontrava o Rogério aka Roger Urb a passar som. Foi também a festa de apresentação do novo projecto/pseudónimo Re: Solution, onde o Rogério dá largas a uma vertente sonora mais virada para o Electro/Acid/Minimal e coisas á volta (pois o nome Roger Urb é mais associado a sonoridades mais Deep/Funky House). O MXL estava mesmo muito animado, e o Rogério não deixou que a animação cessasse, sempre com sonoridades bastante dançáveis e até abrasivas (no bom sentido da palavra). Não faltaram á chamada nomes como Marc Romboy, John Dahlback, Booka Shade, Stephan Bodzin, Tiga, entre outros, que levaram o pessoal ao rubro, tudo a dançar de forma frenética. Depois do “warm-up” set que ouvi o Rogério fazer na noite em que o DJ Vibe foi ao Clubíssimo, nem podia esperar outra coisa dele...eheheh. Por lá também vi montes de malta conhecida e amiga, inclusivé o Del Costa, que hoje vai estar connosco no Setúbal Dance Night...a não perder.
A seguir, para finalizar a noite, entrou o DJ residente, o Sardinha, que continuou na mesma toada, não deixando o público esmorecer, até ter recebido ordens para desligar a música. Ao contrário da festa de Natal do MXL no ano passado, que foi num espaço maior, este ano optou-se por uma festa de teor mais íntimo, mais acolhedor, como se estivéssemos numa daquelas festas privadas em que só encontramos pessoal amigo. Soube bem. No fim, ainda assisti ao pessoal a desmontar o material que tinha sido lá colocado, que me fez lembar quando há já uns anos ajudava também amigos meus a montar e desmontar o material em festas que fazíamos, fossem elas privadas, ou fossem as já míticas festas no TGV...é sempre a parte mais lixada da noite, o “after-party”...

Entretanto, durante a festa do MXL, uns moços amigos meus tinham comentado que tunham ouvido dizer que havia “uma free-party de Electro no Porto de Abrigo”. Saídos do MXL, fomos verfificar se de facto era verdade, mas não, não passava de boato, mesmo...eheh. Enfim, Setúbal...eheheh.

E ainda acabei a noite no Clube do Rio, pois ao passar por lá, encontrei o João Moço e o Paulo á porta, acabei por ficar na conversa com eles, e ainda ouvimos o final de noite, em que estava lá o Rui Pedro a passar som, a passar aqueles temas mais conhecidos de Electro e congéneres. Soube que esteve bastante cheio.

p.s. Tal como já foi referido, a não perder, hoje, no Setúbal Dance Night, na Rádio Voz, 100.6, a entrevista com Del Costa, que vai apresentar e falar do seu novo projecto, Magazino. Iremos também falar do 2º aniversário do p0werup, além da selecção musical ser feita por mim, portanto, a não perder...eheheh.

quinta-feira, dezembro 14, 2006

Cardápio Nocturno

Quinta, dia 14 de Dezembro :

- Eduardo Martins @ ADN, Setúbal - noites Electro/p0werup

- Cobblestone Jazz (live) & Agoria @ Lux, Lisboa


Sexta, dia 15 de Dezembro :

- Pedro Tiago @ Tribux, Setúbal

- 5º Aniversário das noites Glooop @ ADN, Setúbal - com Teenage Fuckfest (Pedro Viegas Djing + China playing Guitar)

- Weekend At Berlim @ Porto De Abrigo - dia 1, com Paulo Nupi, Miguel Kellen, Suki, Bruno Safara & Alex M



- Magazino aka Del Costa, Dj Time & Mário João Camolas @ Estúdio 132, Barreiro

- Rui Vargas, Magazino aka Del Costa e DJ Nox @ DNA, Barreiro

Sábado, dia 16 de Dezembro:

- Abel Santos @ Tasco do Kaneco, Setúbal

- Mister Simon @ Why Not? Lounge Bar, Quinta do Conde

- Weekend At Berlim @ Vinil - dia 2 (line-up a anunciar...obviamente, não farei parte dele, pelas razões que são por demais óbvias...)

- Festa de Natal do MXL, com DJ Sardinha e Roger Urb aka Re:Solution (o novo projecto de Roger Urb)



- Darkfashion presents Cradle Of Sins Party @ Rocklabe Club, Moita



p.s. Sexta, dia 22 de Dezembro, Abel Santos @ Bar do Bairro, Lisboa

- Sábado, dia 23 de Dezembro, Homenagem ao Zé Gato @ Tasco do Kaneco, Setúbal, com Abel Santos

-Sexta, dia 29 de Dezembro, CONTRA DISCO @ Triplex, Porto

ADN : http://www.adnbar.com

- Sexta, dia 22 de Dezembro - Vince Varga

- Domingo, dia 24 de Dezembro (véspera de Natal) - Festa de Natal do ADN

- Sexta, dia 29 de Dezembro - Pedro Viegas

- Sexta, dia 5 de Janeiro - Eduardo Martins & Pedro Tiago

- Sexta, dia 12 de Janeiro - Mário João Camolas

- Sexta, dia 18 de Janeiro - Lúcio Monteiro

quarta-feira, dezembro 13, 2006

Dois anos de P0WERUP

É com enorme alegria que hoje festejo dois anos de existência deste blog...estes dois anos passaram depressa.

Muita coisa aconteceu neste segundo ano de existência do p0werup, umas boas, outras más. De bom, a sensação de se sentir que a noite em Setúbal tem estado a evoluir, com mais eventos, mais coisas de qualidade, mais vontade de arriscar, nomes que nunca sonharia ter aqui por Setúbal, embora tenham existido alguns (graves) percalços a meio do caminho, pois, na verdade, ainda faltam limar muitas arestas, e houve alguma falta de planeamento em certas coisas, e, se calhar, alguma dose de ingenuidade á mistura. Será algo de que falarei mais quando fizer o balanço do ano que passou. De mau, o facto de ter retirado alguma liberdade em termos de se poder comentar livremente o que aqui é publicado, devido a certas pessoas não se saberem comportar em sociedade, tendo comportamentos ofensivos e nada construtivos, não saberem respeitar as opiniões dos outros, e, pior ainda, fazerem-se passar por quem não são ( e por vezes aí a culpa também foi minha, pois a minha capacidade de discernimento, em certas alturas, falhou clamorosamente).

Foi também bom ver que há pessoal de fora de Setúbal e arredores que continua a consultar o blog, algo que sinceramente nem esperava, dado que sempre pensei que só o pessoal da região o iria ler.

Também tenho feito os possíveis por dar a ouvir novos talentos regionais (e não só...) que por aí despontam em termos de DJing e também produção.

Se no ano passado me queixava que faltava um programa de rádio para divulgar coisas que se iam fazendo de novo, este ano já não me posso queixar disso, e tenho de agradecer ao Pedro Monchique e ao João Moço a confiança que depositaram em mim, e o programa Setúbal Dance Night _ELECTRÓNICO_ , na Rádio Voz, acaba, no fundo, por ser uma extensão radiofónica do p0werup, dado que a selecção musical é praticamente da minha autoria, e lá são relatadas semanalmente as crónicas nocturnas que aqui publico, para além de outras coisas que aparecem aqui faladas.

Também as quintas-feiras no ADN têm estado bastante animadas, e tem-se notado um acréscimo gradual em termos de público. Fica aqui também um agradecimento ao Zé Pescador e ao Cláudio pela confiança depositada em mim, e só posso esperar que as coisas ainda venham a correr melhor, apesar de ter consciência das dificuldades que representa ter uma noite específica a um dia de semana. Estas noites são, no fundo, a extensão musical e nocturna do p0werup, e representam a minha vontade de partilhar, mostrar e tentar divertir as pessoas com os meus gostos musicais, em ambiente de Clube. E garanto-vos, estas noites semanais no ADN têm sido uma autêntica escola para mim, não invalidando, é claro, as boas (e as más também...eheheh) experiências que tive noutros sítios.

O balanço destes dois anos de p0werup é bastante positivo, pese embora algumas contrariedades, e o facto de por vezes as coisas não evoluirem ao ritmo que mais se gostaria. Mas a vida é mesmo assim.

Quero também agradecer a quem tem participado neste blog de forma construtiva, e que tem ajudado a que , mal ou bem, este seja um espaço de discussão e de ideias. E quero também prestar a minha homenagem a locais como o ADN, Baco, Bombar, La Bohémme, Tribux, Tasco do Kaneco, MXL, M Project@Clubíssimo (enquanto durou...), VIP (também enquanto durou...) e Clube do Rio (no 1º mês) por, mal ou bem, terem-nos mostrado coisas novas, por se terem mantido na boa-onda habitual, e em terem arriscado (umas vezes correu bem, outras não...).

segunda-feira, dezembro 11, 2006

Xinobi`s Hit Parede Nº 1

XINOBI's HIT PAREDE nº1

----> HERE IT IS

THE TEENAGERS - "HOMECOMING" (XTC GNB REMIX)
WHO MADE WHO - "OUT THE DOOR" (SUPERDISCOUNT REMIX)
PHILIPPE ZDAR & ETIENNE DE CRECY - "POISONED"
SUPERFUNK - "COME BACK (SUPAMIX)"
BOYS NOIZE - "DON'T BELIEVE THE HYPE" (SURKIN REMIX)
BOYS NOIZE - "FEELS GOOD TV OFF"
DEPECHE MODE - "NEVER LET ME DOWN AGAIN" (DIGITALISM REMIX)
ELLEN ALLIEN - "STATSKIND" (START LIVE EDIT)
GUNS'N'BOMBS - "CROSSOVER APPEAL"
ALEX GOPHER - "DUST"
DAFT PUNK - "REVOLUTION 909" (XINOBI EDIT)
KAVISNSKY - "TESTARROSSA AUTODRIVE"
PARA ONE - "SKI LESSONS BLUES"

domingo, dezembro 10, 2006

Crónicas Nocturnas # 105

Na quinta iniciei a noite no ADN, para ir lá deixar o meu material. De seguida, fui para o Baco, que estava calmito, com o Bela a fazer de DJ, ao mesmo tempo que servia copos ia metendo uns cds mais rockeiros...eheheh...nice. Por lá encontrei o Mário e a Rita, e ficámos na conversa.

A seguir lá fomos visitar o bar novo que ia abrir, o Vinil (onde já havia sido o QB). Á porta fomos recebidos por um porteiro, que envergava um “smoking”...achei engraçado. Lá dentro ainda estava calmo, e ouvia-se um pop/rock 70s/80s agradável, mercê do Tiago, que se encontrava na cabine de som. Havia-me sido dito que estava-se a pensar iniciar as noites lá com umas sonoridades estilo anos 80, e que depois se evoluiria para sonoridades mais Electro...mas Electro, nem ouvi-lo (nem sequer pop electrónico dos anos 80...). Mas também não estive lá durante muito tempo...a música pode ter mudado entretanto. Estava calmo ainda...nem parecia que era uma inauguração, mas também ainda era cedo.

A seguir fomos ao Tribux, onde estava o Pedro Tiago a passar som, dentro das habituais coordenadas Minimal/Acid...muito bom. E o Tribux estava bem animado, com pessoal a dançar e tudo...eheheh.

Saído do Tribux, lá voltei para o ADN, que, tal como a semana passada, quando lá estive com o Henri, voltou a estar bem animado. Como é normalmente habitual, de início percorri caminhos mais virados para o Disco e Punk-Funk, tendo iniciado a sessão com a remistura de Chicken Lips ao Rudebox de Robbie Williams, tendo a seguir passado coisas como Unknown Zone de Padded Cell, Onkel Reisend Max de Magnus International, Is It Big Enough de Prins Thomas, No More Words dos Yellow, Tape de 20/20 Soundsystem, a remistura de Major Swellings ao Doin`It de Putsch 79, a remistura de Optimus ao Pluto`s Retreat de Brennan Green, Gary`s Dance de Bakazoo, Faithfull de Fantom, entre outros. Depois, com a progressiva chegada do pessoal, que, a pouco e pouco foi começando a encher o ADN evoluí para coisas mais Electro/Acid/Minimal, Maximal, como Push Up dos Freestylers, I Like It Dirty dos Sweatshop, a remistura de Joakim ao Vibramatic de Lionel Hampton, a remistura de Buick Project ao Warning Siren dos Tiefschwarz, Drug Queen dos Duoteque, Texas de Benjamin Theves,a remistura de MSTRKRFT ao Dudun Dun de Para One, Secret Base de Radio Slave, Caper de Cass & Mangan, Far From Home (Speed Of Sexor Reprise) de Tiga, e a remistura deste ao Muscle Cars de Mylo, The Club de Marc Romboy vs Blake Baxter, Accidents & Compliments dos Soulwax, e a remistura destes ao Lovelight de Robbie Williams, Night Music de Linus Loves ou a remistura de M.A.N.D.Y. vs Booka Shade ao The Thrill Of It All dos Roxy Music...mais uma noite muito porreira no ADN.

Na sexta fui passar som ao Tasco do Kaneco, e, mais uma vez, voltou a correr bem. Esteve sempre animado (não tanto como no dia a seguir em que lá esteve o Abel, verdade seja dita...), e o pesoal pareceu estar a gostar do que estive a passar. Passei coisas como Joe Claussel, Rae & Christian, Cyz, Black Blood, Bunny Mac, Chicago, Jimmy Bo Horne, Hustlers Of Culture,Robin Beck, Salsoul Orchestra, Beginning Of The End, Rufus Thomas, James Brown, Kurtis Blow, Lynn Collins, The JBs, Coati Mundi, ESG, LCD Soundsystem, Pigbag, Talking Heads, Playgroup, Zongamin, Happy Mondays, Stone Roses, The Clash, !!!, Skatt Bros, David Bowie, Blondie, Duran Duran, VHS Or Beta, B 52s, Devo, Munk, Who Made Who, Gang Of Four, ABC, Spandau Ballett, Liquid Liquid, Prince, Flash & The Pan, Orchestral Manouvres In The Dark, The Passions, Police…entre outros…tento ser o mais variado possível quando passo música lá no Kaneco. E, pelo menos, o Filipe disse-me que tem gostado..e ainda bem.

Saído do Kaneco, fui para o ADN, onde iria estar o Mário, em conjunto com o DJ Vipes, responsável pela revista Bíblia (que celebra este ano 10 anos...muitos parabéns). O DJ Vipes já não o ouvi, pois apenas passou música no início da noite, e também estava numa espécie de banca a vender exemplares da revista, mas em contrapartida ouvi o Mário, e gostei muito do que ouvi...eheheh. ADN estava já animadíssimo quando lá cheguei, e ainda foi enchendo mais. O Mário passou sons entre ondas mais Electro/Minimal/Maximal, com umas pitadas de Big Beat...sempre muito ritmado. Recordo-me de ter passado a remistura de Swith ao Shake Dat Ass dos Basement Jaxx, a remistura de MSTRKRFT ao Dudun Dun do Para One, a remistura de Tronik Youth ao Listen Up dos Gossip, a remistura dos Soulwax ao Lovelight do Robbie Williams, Motorcycle de Alex Gopher, o novo de Flex, Tits N Acid de Simian Mobile Disco e a remistura destes ao Magick dos Klaxons, Maximize de Rex The Dog, uma remistura muito marada ao Twist N Shout dos Beatles, entre outras coisas...o final “oficial” foi com o re-edit dos Mock & Toof ao Like A Virgin da Madonna, o “não oficial” foi com a remistura de Boys Noize ao Personal Jesus dos Depeche Mode ...ADN ao rubro.

No sábado fui, em conjunto com o meu irmão e outro amigo, ao Tasco do Kaneco, onde, tal como já havia dito, estava o Abel a passar som, dentro daquela onda mais eclética que é habitual nele...Passou por vários estilos diferentes como Jazz, Funk, Disco, Rock, Electro, Deep-House,...ele prometeu que deixava nos comentários a “playlist”...eheheheh. Kaneco bastante animado, mesmo á pinha, com o pessoal a ter alguma dificuldade para conseguir ter um lugar sentado. Com o frio que estava, até sabia bem este calor humano...e a lareira acesa e os aquecedores espalhados também ajudavam a dar um ar ainda mais acolhedor á casa. A seguir fui para casa...o fim de semana tinha sido bem movimentado, e o corpo já pedia descanso e não mais animação.

Ficções - Noites Em Claro capítulo 1

Estava Almeida, um dos melhores DJs da sua freguesia, sossegado em casa, quando recebe uma chamada no seu telemóvel. Ao verificar o número, viu que pertencia a Belarmino, conhecido empresário da noite. Almeida pensou para com ele :

- Que quererá este gajo?

Atendeu, e iniciou-se o seguinte diálogo:

Almeida (A) – Então, Belarmino, tudo bem?
Belarmino (B) – Tudo. Olha, preciso de falar contigo...podes ir ter comigo esta noite ao Guloso Snack Bar?
A – Para quê?
B – Epá, vou abrir um bar novo, e gostava de falar contigo...estou a precisar de DJs para serem lá residentes.
A – Ok, na boa...ás 22 no Guloso?
B – Yah, pode ser. Até logo. Um abraço.
A – Até logo, abraço.

Almeida achou o telefonema curioso. Há cerca de um mês, na festa de anos do DJ Luigi Scallop, no Rosa Vermelha (uma conhecida casa de meninas da zona, naquela noite em questão transformada numa espécie de Lux), tinha encontrado Belarmino, e este tinha-lhe dito que nunca mais iria abrir uma casa ali na zona, que queria ir tentar a sorte para outros lados. Pelos vistos tinha voltado atrás na sua decisão. Bem, logo á noite veria o que ele queria...

Ás 22, lá se encontraram no Guloso. Belarmino surge com a roupa toda suja, estilo trabalhador das obras. Novo diálogo se estabelece :

B – Almeida, ainda bem que pudeste aparecer. Anda, vem ali comigo, que o bar é já aqui perto.
A – Ok...o teu bar anterior também era aqui perto.
B - Eheheheh...é no mesmo sítio onde era o outro.

Chegados lá, estavam lá trabalhadores a pintar, a colocar candeeiros, a retirar entulho.

A – Epá, isto está um caos. Vai abrir quando?
B – Já amanhã!!!
A- A sério!?!
B – Não te preocupes que isto é rápido. Já estou calejado nestes filmes.
A – Yah, não duvido.

Almeida sempre achou estranho esta mania de se abrirem as casas assim tão á pressa. Há sempre qualquer coisa que acaba por nunca ficar a 100%. Para não falar do intenso cheiro a tinta fresca que se sente no dia da inauguração. Mas enfim, não era problema dele.

A – Belarmino, diz lá então o que queres de mim.
B – Epá, queria um residente, um gajo que no início de noite passasse assim uma onda mais revivalista, e, com o avançar da noite, começasse a passar umas coisas mais modernas, som assim estilo Lux...
A – Sim, estou a perceber...
B – E, epá, acho que és o gajo mais indicado para isso. E preciso que estejas cá 5ªs, 6ªs e sábados.
A – Epá, eu ás 5ªs já tenho uma residência semanal no Ácido, e, como bem sabes, sempre foi dos meus sítios de eleição aqui na zona, e é para mim um privilégio lá estar. Corram as noites bem ou mal, nunca abdicarei de lá estar. Só uma muito forte razão me levaria a isso. Espero que compreendas. Agora 6ªs e Sábados...é na boa. Se bem que esta 6ª também não posso aqui vir, porque já tenho uma data marcada...
B – Epá, mas que chatice...em relação ás 5ªs compreendo-te perfeitamente, e conheço bem a tua forte ligação ao Ácido, e só tenho é de respeitar issio,mas agora com a cena de 6ª é que me fodeste...
A – Epá, mas que queres? Quem te manda abrir uma casa assim tão á pressa? Esperavas mais uma semana, que não te fazia mal nenhum. E eu também não adivinho, né? Ainda não cheguei ao nível do saudoso Zandinga...
B – Epá, mas não podia ser. Tempo é dinheiro. Bem, amanhã e 6ª desenrasco-me com outro gajo qualquer, mas ficamos combinados para sábado, ok?
A – Ok , na boa.
B – Olha, toma lá uns convites para a inauguração...para ti e para os teus amigos. Vens cá amanhã, antes de ires lá para o Ácido, não?
A – Claro, não vou perder. Até porque quero ver como é que te vais desenrascar para isto amanhã estar operacional.
B – No stress. Já não é a primeira vez.
A – Nome engraçado o do bar...Viródisco.
B – Pois, sempre gostei daquela expressão “vira o disco e toca o mesmo”, e decidi usar parte dela.

Almeida despede-se, e no caminho de casa vai a reflectir no que viu e ouviu. Acha estranho Belarmino querer abrir uma casa para se passar música um pouco mais arrojada do que sempre foi habitual nas antigas casas dele. De facto dava para perceber o gosto de Belarmino pela expressão “vira o disco e toca o mesmo”, até porque o bar mudava de nome e de decoração, mas a música era sempre a mesma, e, ainda por cima, quase sempre de má qualidade. E na verdade, aquele local em questão mudou tantas vezes de nome...não se lembra de um sítio que tenha tido tantas inaugurações num espaço de tão poucos anos. Enfim, logo se veria...Mas o diagnóstico não era muito optimista.

Na noite a seguir, Almeida lá foi á inauguração, acompanhado pelos seus amigos Carlos e Duarte. Chegados lá, depararam com uma casa com pouca animação, o que não é nada típico numa noite de inauguração. As sonoridades passadas eram bastante revivalistas, a fazer lembrar um pouco o que se ouvia no mítico Gaivota (uma célebre discoteca da zona que foi destruída por um misterioso incêndio).

Carlos (C) – Com o nome de Viródisco, e não há gira-discos?!? Ahahahaha.
Duarte – (D) – Epá, ó Carlos, bem visto.
C – E esta musiquinha? Foda-se. Ó Almeida, e dizias tu que o gajo estava numa de por aqui pessoal a passar uns sons mais arrojados.
A – Epá, também não é bem a cena do rapaz que ali está a passar música. Sempre é melhor isto que Shakiras e Reggaetons.
D – Lá isso é verdade. Mas foda-se, já chega de andarem sempre a tentar ressuscitar o Gaivota. Mas também com tanto pessoal á escolha para se conseguir fazer essa mistura entre o revivalista e o arrojado, para que é que ele foi chamar este? Enfim...O DJ Caim fazia isso com uma perna ás costas...
C – É o Gaivota e o Mossad. Os fantasmas destas duas míticas casas assombram a nossa zona. Já se chamavam os Ghostbusters para levarem daqui esses dois fantasmas. Chega a ser obsessivo.

(nem de propósito, começa a ouvir-se o tema Ghostbusters de Ray Parker Jr.)

D – Sim senhor, agora ali o rapazito esteve bem. Até parece que estava a ouvir a nossa conversa.
A – Vai na volta. A decoração não está muito má.
C – Yah, come-se. Pelo menos é mais sóbria que as anteriores...
D – Uma inauguração, e a casa assim tão calma...
A- Epá, esta casa já teve tantas inaugurações...já se tornou uma coisa banal...É normal que as pessoas pensem que é apenas “mais uma”. Bem, vou só ali cumprimentar o Belarmino, venho já.

Almeida dirige-se para Belarmino, e começa a falar com ele:

A – Foda-se, lá conseguiste abrir isto e pôr tudo a funcionar relativamente bem. Nem parece que ainda ontem esta merda estava em obras. Pena ainda estar pouco animado...
B – Epá, também ainda é cedo. O pessoal daqui a um bocado já aparece aí em força.
A – Ok...eheheh. Este bacano que puseste aqui hoje a passar som, não me parece que seja o mais adequado para o que estavas a pretender aqui para o bar...
B – Ah, para hoje serve. E para amanhã também.
A – E para sábado, sempre fica combinado?
B – Epá...eu telefono-te amanhã a confirmar isso, pode ser?
A – Ok...Na boa. Tu é que sabes.

Almeida ficou imediatamente com a sensação que Belarmino não lhe iria telefonar nem amanhã, nem em qualquer outro dia. E de facto assim foi. Almeida não ficou nem chateado nem ofendido, e nem sequer foi uma surpresa, pois com Belarmino, já se sabe o que a casa gasta. Belarmino sempre foi pouco coerente no que respeitava a gerir as suas casas nocturnas. Num momento quer uma coisa, noutro já quer outra...não admira que as casas nunca se aguentem durante muito tempo. Com esta não será diferente.

sexta-feira, dezembro 08, 2006

quinta-feira, dezembro 07, 2006

Vinil - novo bar em Setúbal

Hoje vai abrir um bar novo em Setúbal, de nome Vinil, no local onde era o antigo QB. Pelo que me foi dito, vai-se apostar no início da noite em sonoridades mais anos 80, subindo-se depois para sonoridades mais Electro e congéneres. Parece-me interessante. A ver vamos...

p.s. Hoje, dia de inauguração, só se entra com convite.

quarta-feira, dezembro 06, 2006

Mostra de Curtas e Vídeo Experimental de Setúbal 2006



A Mostra terá lugar no Teatro de Bolso (TAS) Rua dr. Anibal Alvares da Silva em Setúbal nos dias 7 e 8 de Dezembro com sessões as 18.30h e 21.30h.

Cardápio Nocturno

Quarta, dia 6 de Dezembro:

- Noite CD-R @ Lounge, Lisboa

- Dust Galaxy (live) + Rob Garza (Thievery Corporation) @ Lux, Lisboa


Quinta, dia 7 de Dezembro (véspera de feriado):

- Pedro Tiago @ Tribux, Setúbal

- Eduardo Martins @ ADN, Setúbal - noites Electro/p0werup


Sexta, dia 8 de Dezembro:

- Eduardo Martins @ Tasco do Kaneco, Setúbal

- Mister Simon @ Tribux, Setúbal

- 10º Aniversário da Revista Bíblia @ ADN, Setúbal - com DJ Vipes & Mário João Camolas (Disparo/CONTRA DISCO)

- Pedro Tiago @ Dose Tripla, Montijo


Sábado, dia 9 de Dezembro:

- Abel Santos @ Tasco do Kaneco, Setúbal

- The Pop & Pseudo-Fashion Boys @ Clube do Rio, Setúbal http://clubedorio.blogspot.com

- Quase Por Quatro @ Cefalopode, Lisboa (perto do Castelo de S.Jorge)




- D Mars & Major Eléctrico @ Lounge, Lisboa

p.s. Sexta, dia 15, e sábado, dia 16 de Dezembro, Weekend At Berlim @ Porto De Abrigo, Setúbal

Sexta, dia 15 de Dezembro, Rui Vargas & Magazino aka Del Costa @ DNA, Barreiro

Sábado, dia 16 de Dezembro, Festa de Natal do MXL

Sexta, dia 22 de Dezembro, Abel Santos @ Bar do Bairro, Lisboa

Sexta, dia 29 de Dezembro, CONTRA DISCO @ Triplex, Porto


ADN : http://www.adnbar.com

- Sexta, dia 15 de Dezembro - 6 anos de Noites Gloop, com Pedro Viegas

- Sexta, dia 22 de Dezembro - Vince Varga

- Sexta, dia 29 de Dezembro - Pedro Viegas

domingo, dezembro 03, 2006

Festival Roots & Routes



Festival Roots & Routes

O Festival Roots & Routes, promovido pela Journeys, terá lugar de 7 a 10 de Dezembro, em Lisboa. As noites de 7, 8 e 9 de Dezembro terão lugar no novo MusicBox, no Cais do Sodré e no dia 10 de Dezembro será realizada uma “after party” num local secreto.

Para além dos nomes que tinham sido já anunciados, também fazem parte do cartaz do Festival Roots & Routes, os Various Production, que lançaram este ano o álbum de estreia – “The World is Gone” – e cuja actuação neste festival, constituirá uma das suas raríssimas aparições, marcando igualmente a sua estreia no que diz respeito a actuações fora do país de origem, Inglaterra.

Mais uma presença inédita em Portugal é a do irlandês Boxcutter, outro importante nome do movimento dubstep que estará no Roots & Routes. A sua principal característica passa pela naturalidade com que alterna composições cruamente violentas com exercícios abstraccionistas, como se pode verificar no seu primeiro álbum – “Oneiric”, lançado este ano.

Num registo dentro do hip-hop, o festival apresenta Ty, uma figura de referência do hip-hop britânico, que virá a Lisboa apresentar o seu último álbum – “Closer”, agora lançado.

Por último, uma importante figura no panorama hip-hop: Steinski, que pertenceu à dupla Steinski & Double Dee, cuja triologia “Lessons” teve um grande impacto na história do hip-hop e dos mash-ups. A dupla separou-se, mas Steinski continua até hoje o seu trabalho como DJ e produtor e depois de diversas actuações em concertos de DJ Shadow, vem a Lisboa para “tomar conta” da cabine do Roots & Routes.

O Festival Roots & Routes contará, assim, no primeiro dia com as seguintes actuações: o português Mike Stellar - DJ residente de diversos clubes portugueses e responsável pelo Club Journeys, Jazz Picante e pela recente label Afrotuga -, Various Productions, Roots & Routes dance showcase - grupo que vem ao festival mostrar os resultados do workshop de Dança, acompanhado pelos “professores” JazzCotech Dancers - colectivo londrino que apresenta um projecto de fusão entre dança urbana e dança jazz de salão, Joan Barbena - produtor, co-fundador e responsável pela programação do bar Lasal, perto de Barcelona e o americano Karl Injex, DJ residente do conhecido clube APT, de Nova Iorque.

No segundo dia, subirão ao palco do MusicBox, Kalaf – músico e conhecido de projectos como os 1UIK-Project e Buraka Som Sistema -, Rocky Marsiano - um dos alter-egos do luso-croata D-Mars -, João Gomes, elemento dos Cool Hipnoise e Spaceboys, Ty, Steinski, Roots & Routes music showcase – actuação dos seleccionados do workshop de Música em que receberam formação de João Barbosa e Daz I Kue, que os acompanhará em palco, antes do seu DJ-set, logo em seguida. TM Juke terá a responsabilidade de encerrar a noite, com um set inspirado certamente em sonoridades hip-hop, soul, funk e reggae.

O terceiro dia do festival ficará marcado pelas presenças dos portugueses Seenistra meets Sallivah, cujo projecto se caracteriza pelo confronto entre o reggae jamaicano e o minimalismo electrónico, Boxcutter, Mwëslee - produtor espanhol de referência do universo hip-hop -, Geiom, um dos mais recentes talentos do dubstep, Unidade Sonora, a representação portuguesa deste movimento musical no Roots & Routes, Kode9 & The Spaceape, uma das actuações mais aguardas, cujo aclamado álbum de estreia - “Memories of the Future” - deu uma maior visibilidade ao universo dubstep, Raska Soudsystem - colectivo do qual fazem parte Kronic, Mr. Cheeks e Selecta Lexo - e DJ MK, DJ e produtor de referência no âmbito do hip-hop britânico, responsável por um dos mais importantes programas de rádio deste género musical, e cuja estreia em Portugal acontece no ano em que lançou a primeira compilação oficial, “Above Board”. As projecções vídeo do festival serão da responsabilidade de Vince Varga, VJ, DJ e media-artist de Budapeste, cuja qualidade dos trabalhos já lhe valeu um “Kamera Hungária Award”, o equivalente aos Emmy, na Hungria.

Estas três noites terão lugar no MusicBox e o final do festival será numa “after party”, a realizar no quarto dia do Roots & Routes, num local secreto, onde os DJ-sets serão da responsabilidade de José Belo, DJ ligado à Bloop Recordings, Lyndon Stephens, que conta com 15 anos de carreira e é uma figura de destaque em Belfast, responsável pela organização anual do “Belfast Electronic Music Festival” e pela coordenação da Red Bull Music Academy Irlanda -, Marcus Worgull - DJ e produtor alemão, ligado ao deep tech house, com algumas influências disco e jazz, que se encontra neste momento a preparar um EP que será lançado no início de 2007 – e, finalmente, o português Kamala, DJ e responsável pela programação do Estado Líquido, a quem caberá a função de fechar a lista de actuações do Festival Roots & Routes 2006.

Os bilhetes para o festival encontram-se à venda nas lojas Flur (Av. Infante D. Henrique, Armazém B4, Santa Apolónia), Skool (Rua Oliveira ao Carmo, 77/79), Supafly (Rua da Barroca, 15 – Bairro Alto) e no MusicBox (apenas nas noites do Festival). Os preços dos bilhetes são: para o dia 7, 12 euros (15 euros no próprio dia) e para o dia 8 e dia 9, 18 euros cada (22 no próprio dia). O bilhete da “after party” (dia 10) custará 8 euros.

Para mais informações e novidades sobre o Festival Roots & Routes, deverá ser consultado o blog www.clubjourneys.blogspot.com (site oficial do Festival Roots & Routes).

HOJE NÃO HÁ SETÚBAL DANCE NIGHT_ELECTRÓNICO_

Pois é, pessoal, desculpem lá mais uma vez, mas por motivos de força maior, hoje não irá haver Setúbal Dance Night _ELECTRÓNICO_ . Eu, o Pedro Monchique e o João Moço pedimos desculpas, e apelamos á vossa compreensão.

Em contrapartida, para a semana, o programa irá ter 4 horas de emissão, ou seja estará no ar entre as 21 horas e a 1 hora da manhã, e , aí sim estarão lá os organizadores do Weekend On Berlim @ Setúbal, o Ricardo Amaral, o Bruno Safara e a Suki.

Crónicas Nocturnas # 104

Na 5ª eu e o Henri dirigimo-nos para o ADN, com o intuito de montarmos o nosso material (na verdade, mais o material do Henri, que ele usa o Final Scratch). Tambe´m lá estavam os Indy a montarem o material deles, pois iriam dar um concerto antes do nosso set. Montado o que havia a montar, fomos um bocado ao Tribux, onde estava o Pedro Tiago a passar som. O Tribux estava engraçado, com o Pedro a passar as sonoridades mais Minimal/Acid mais típicas nele, e ainda me mostrou as novas aquisições lá na Flur...eheh. A seguir ainda fomos dar uma volta á Avenida, a ver como estava. Apesar de achar o ambiente melhor desde a última vez que por lá tinha passado, ainda a achei pouco animada, sem a alegria que a caracterizava noutros tempos (mas verdade seja dita que uma véspera de feriado em Setúbal nunca é um grande indicador da realidade da noite...), excepto ao pé do Dose Certa e do Afficion (esses estavam bem animados, tanto dentro como fora...). Durante a nossa voltinha encontrámos o Del Costa e mais pessoal amigo, e por ali ficámos na conversa, até ser horas de voltar para o ADN.

Chegados ao ADN, já os Indy tinham começado o concerto, que foi bastante giro, ao nível do anterior que já tinha visto deles há mais ou menos um ano, numa onda que fez lembrar bandas como Smashing Pumpkins, Alice In Chains ou uns Soundgarden mais calmos. Já lá estava bastante pessoal a curtir o concerto. Acabado o concerto, demos início ao nosso set. Comecei com a remistura de Headman ao Standing In The Way Of Control dos Gossip, tema que pareceu agradar á maioria dos presentes, e que deu início á festa. Com o passar do tempo, o ADN foi ficando bem mais cheio, com o pessoal a curtir bastante os temas que passámos. Passámos coisas como a remistura de Andrea Doria ao Give Me Love dos Coburn, Lonely By Your Side de Azzido Da Bass, a remistura de Stanton Warriors ao Where`s Your Head At dos Basement Jaxx, The Max de Felix Rennefeld, The Club (Version 1) de Marc Romboy & Blake Baxter, Push Up dos Freestylers, a remistura de Spiritcatcher ao Starwaves de Kirk Di Giorgio, Le Grand Sommeil de Sweetlight, a remistura de Chris Lake ao Discopolis de Lifelike & Kris Menace, I Need de Marc Romboy & Robert Owens, a remistura de Abe Duque ao Who Needs Sleep Tonight dos Silicon Soul, Motorcycle de Alex Gopher, Caper de Cass & Mangan, The Acid Never Lies do Riot In Belgium, a remistura de Trick & Kubik ao From Disco To Disco dos Whirlpool Productions e a remistura que o Henri fez ao Prick (I Am) dos portugueses M.A.U.(com um sabor a Chicago "circa" 1987/88, com uns pózinhos de EBM pelo meio)...o fim de noite deixei-o para o Henri, onde ele passou uns clássicos de Techno, coisas como Rollin & Scratchin dos Daft Punk, Crispy Bacon de Laurent Garnier ou The Bells do Jeff Mills...ADN muito animado mesmo...eheheh. Pena o Henri não ter mais oportunidades de passar som aqui por Setúbal...

Na sexta foi dia de mais uma estreia...foi a 1ª vez que fui passar som ao Tribux, e gostei, esteve-se muito bem, e a casa também esteve animada. Comecei também numa toada mais Disco, com a remistura de Chicken Lips ao Rudebox do Robbie Williams, tendo depois passado coisas como a remistura de Fabrizio Mammarella ao Piston Fiston dos Piston Fiston, Gary`s Dance de Bakazoo, a remistura de Optimus ao Pluto`s Retreat de Brennan Green, Played Runner de DJ T, e as remisturas deste ao Mayday dos Spektrum e ao After The Tone dos 20/20 Vision Soundsystem, Acid Tablet de I Cube, Tracktion dos 51 Days, as duas versões de The Club de Marc Romboy & Blake Baxter, Mouth To Mouth de Audion, a remistura de Rob Mello ao Secret Base de Radio Slave, Doing The Right Thing de Williams, Fehrrara de Prins Thomas, Eurodans de Todd Terje, Kosmetic de Magnus International, Programmer de Martin Buttrich, Galaktik Files de Spiritcatcher, entre outras coisas. Esteve-se muito bem, e ficou a promessa de lá voltar brevemente. A seguir ainda estive um bocado no ADN, a ouvir o Fernando M, um dos DJs residentes no Incógnito, com uma boa selecção dentro de um Pop/Rock mais alternativo (com umas coisas bem mais Pop pelo meio...), coisas como Táxi, Kim Wilde, Radiohead, David Bowie, Red Hot Chilli Peppers, etc. ADN bastante animado. Pena não ter conseguido lá estar mais tempo...

No sábado fui ao Baco, onde esteve o Miguel Mares a passar som, som esse ilustrado pelo VJIng do João Vida. A noite começou calminha, com um som mais Downtempo, com coisas como os Air, mas depressa se subiu para coisas mais Big Beat, como Freddie Fresh, Space Raiders ou Chemical Brothers. A partir daí o set começou a enveredar mais para cenas mais Electro/Minimal/Maximal com uns apontamentos "rockeiros" pelo meio, coisas como Ross Ross Ross de Sebastian, Erole Attack de Boys Noize, Easy Love de MSTRKRFT, e as remisturas destes ao Woman dos Wolfmother ou Dudun Dun de Para One, a remistura deste a Prime Time Of Your Life dos Daft Punk, Hustler de Simian Mobile Disco, a Soulwax Ravelight Dub ao Lovelight de Robbie Williams, as remisturas de Justice ao Guy Man After All do Daft Punk, ao Skitzo Dancer dos Scenario Rock e ao The Fallen de FRanz Ferdinand, Testify dos Rage Against The Machine, Prototype e Maximize de Rex The Dog, entre outras coisas igualmente dançáveis. Baco completamente ao rubro, com o pessoal a curtir. A noite foi terminada com uma versão toda fodida do Robot Rock dos Daft Punk, com o Miguel a dar uso ao Kaos Pad 2 dele...eheheh. As imagens do João também estiveram ao nível de sempre. Hilariantes tanto aquela imagem dum gajo mascarado de Hitler, a dançar no que me pareceu ser uma cena tipo Notting Hill Carnival (pergunto-me o que aconteceria se alguém que, em pleno Carnaval, se decidice mascarar-se de Hitler...), como aquela em que está um corpo a "investir" contra uma televisão, e a imagem de um homem lá dentro a ressentir-se dessas "investidas"...eheheh. Mais uma grande noite no Baco.

A seguir fomos para o ADN, que estava completamente á pinha (tanto, que os constantes empurrões já estavam a começar a ser incomodativos...eheh). O Zé Pescador é que ás 3 e tal da manhã, com aquilo cheio, estava a passar umas coisitas um pouco calmas demais para o andamento que um gajo já necessita de ter naquela hora (e depois de um set altamente ritmado no Baco...), mas depressa se redimiu e passou umas coisas bastante dançáveis e animadas, como Where`s Your Head At dos Basement Jaxx, Warnig Siren dos Tiefschwarz, Anarchy In The UK dos Sex Pistols, Me And Guillianni Down By THe Schoolyard dos !!!, Just Can`t Get Enough dos Depeche Mode, The Robots dos Kraftwerk, Flashback dos Gods Of Blitz, House Of Jealous Lovers dos Rapture, entre outras coisas. Aparentemente, um dos canos da água também deu de si, o que originou, segundo uns amigos meus, a "festa do chapinhanço"...eheheh. Houve até quem jurasse ter visto uma taínhas a passar por entre o pessoal...eheheh. O que vale é que o pessoal não se chateia com estas coisas, e até acha graça e diverte-se...eheh...é esse o espírito :D. O final foi bom, com Portishead. Se bem que antes o Zé passou um tema de Samba de Enredo...o Zé, estamos perto do Natal, não do Carnaval...eheheh ;P.

E assim se passou mais um fim-de-semana em cheio.

quinta-feira, novembro 30, 2006

PHOTONZ - Need Freaks

PHOTONZNEED FREAKS

DOWNLOAD

H
RDVSION - Rely on Computer (Wagon Repair)

Liquid Liquid - Cavern (Cut Chemist Cuts Up A Rave In A Missile Silo Remix) (Mo'Wax)
Tomboy - Ist So Hot (Gomma)
The Dust Brothers - My Mercury Mouth (Dust Up Beats)
Photonz - Love Blade (Living)
Mr Oizo - Half A Scissor (F-comm)
Cagedbaby Vs. Infusion - Bordeaux (Southern fried)
Co-Fusion - Hot!Hot!Hot! (Sebastien Leger rmx) (Southern Fried)
Petter - Less Exciting (Border Community)
Sexual Harassment - I Need A Freak (long version) (JDC)
Geeneus - Bad (Soulja)
Cobblestone Jazz - India In Me (Wagon Repair)

Digital Mystikz - Misty Winter (Soul Jazz)
Spac Hand Luke - Synkik (Rephlex)

Marc Romboy - Jigsaw Disco (John Tejada Remix) (Systematic)
HRDVSION - I Love What You Do (Wagon Repair)
AFX - 2 Remixes by.. Track one (White Label)

yo.. fellow guerrilheros.. mais oferendas em breve.


quarta-feira, novembro 29, 2006

Cardápio Nocturno

Quinta, dia 30 de Novembro (véspera de feriado):

- Pedro Tiago @ Tribux, Setúbal

- Indy (live)& Eduardo Martins convida Henri Sanrame @ ADN, Setúbal - noite Electro/p0werup especial

- Who Made Who @ Clube Mercado, Lisboa


Sexta, dia 1 de Dezembro:

- Eduardo Martins @ Tribux, Setúbal

- Fernado M (http://www.incognitobar.com) @ ADN, Setúbal

- Eleição Miss Mundo Jovem @ Clube do Rio http://clubedorio.blogspot.com

- Who Made Who @ Clube Mercado, Lisboa

- CONTRADISCO (Rui Maia + Mário João C.) @ Triplex, Porto





Sábado, dia 2 de Dezembro:

- Abel Santos @ Tasco do Kaneco, Setúbal

- Miguel Mares (DJing) + João Vida (VJing) @ Baco, Setúbal





p.s. Sexta, dia 8 de Dezembro, Mister Simon @ Tribux, Setúbal

Sexta, dia 8 de Dezembro, Pedro Tiago @ Dose Tripla, Montijo

Sexta, dia 15, e sábado, dia 16 de Dezembro, Festa de Natal em Setúbal...e em Berlim!!! @ Porto De Abrigo, Setúbal

Sexta, dia 15 de Dezembro, Rui Vargas & Magazino aka Del Costa @ DNA, Barreiro

Sexta, dia 22 de Dezembro, Abel Santos @ Bar do Bairro, Lisboa


ADN : http://www.adnbar.com

- Quinta, dia 7 de Dezembro (véspera de feriado), Eduardo Martins

- Sexta, dia 8 de Dezembro - Dez Anos da revista Bíblia, com DJ Vipes & Mário João Camolas

- Sexta, dia 15 de Dezembro - 6 anos de Noites Gloop, com Pedro Viegas

- Sexta, dia 22 de Dezembro - Vince Varga

- Sexta, dia 29 de Dezembro - Pedro Viegas

terça-feira, novembro 28, 2006

Foto Report @ Festa No Cravo Azul

Primeiro que tudo, um grande obrigado ao Telmo e ao Mário João (a do DJ Censurado foi ele que a tirou...) por me terem disponibilizado as fotos. Aqui vai :

O misterioso DJ Censurado



O Aniversariante : Del Costa aka Magazino




João Vida, o VJ de serviço




O Bar



O efusivo "party people"


























domingo, novembro 26, 2006

Crónicas Nocturnas # 103

Na quinta, mais uma noite no ADN, e, contra todas as expectativas (noite muito chuvosa e ventosa...), foi uma noite bastante animada...Como tem sido habitual, começo sempre a noite com coisas mais Balearic, Disco e Punk-Funk, coisas como Lindstrom, Prins thomas, Todd Terje, Padded Cell, Chicken Lips, Spektrum,Double, Nexus, Springtime Disaster, etc...com a casa a ficar mais animada, comecei a passar coisas como MSTRKRFT, I Cube, Cass & Mangan, Para One, Radio Slave, Audion, Soulwax, Williams,DJ T, Digitalism, entre outros...mais uma noite muito porreira no ADN, e que superou as expectativas (pelo que soube, o ADN até teve mais gente que o Design...).

Na sexta, sentia-me um bocado engripado, e o tempo estava mesmo muito manhoso, e achei por bem ficar por casa, para estar a 100% para a noite seguinte...

No sábado fui passar som ao aniversário do Bombar. Foi a 1ª vez que lá fui passar som, e gostei bastante. Bombar muito animado, completamente ao rubro, enfim, foi um 6º aniversário como manda a lei, e, da minha parte, foi uma estreia a passar lá som como deve de ser...eheheh. E , ao que me pareceu, a certa altura estavam no Bombar mais mulheres do que homens. E tive também o enorme prazer de rever as minhas queridas Sistas (já não via as 3 juntas há já algum tempo...). Comecei com coisas mais calmas, como Corner Of The Earth de Jamiroquai (o dono, o Max, é um grande fã, e achei que merecia iniciar o set com este tema...), I Can`t Help It de Michael Jackson, Stay In Bed Forget The Rest dos Deee-Lite, In Love With You de Alan Braxe & Fred Falke, Your Love de Franckie Knuckles & Jamie Principle ou When The World Is Going Down dos Police, I I I (Quiet Village Re-edit) dos Osmonds, para depois começar a enveredar por cenas mais Funk/Hip-Hop/Disco, como Step It Up dos Stereo MCs, Doowatchyalike dos Digital Underground, Know How de Young MC,Full Moon de Armand Van Helden, Little L e Deeper Underground de Jamiroquai, Play With Bootsy de Bootsy Collins, Palladium de Alan Braxe & Fred Falke, KIss de Prince, Can You Move dos Modern Romance,Backwards Is The Best Way Forward de Phantom Slasher, What I Got Is What You Need dos Unique ou Party People de Alex Gopher, Feelgood HIt Of The Summer dos !!!...depois comecei a passar coisas como Around The World dos Daft Punk, Intro de Alan Braxe, Same Men de Till West & DJ Delicious, Easy LOve dos MSTRKRFT, Galaktik Lab de Spiritcatcher, Freakin` de Marc Romboy & Blake Baxter, Far From Home (Speed Of Sexor Reprise) de Tiga, Snoop` Acid Drop aka remistura não muito "legal" dos Les Visiteurs ao Drop It Like It`s Hot de Snoop Dogg& Pharrell, Believe dos Chemical Brothers, a remistura de Boyz Noize ao Banquet dos Bloc Party, Le Grand Sommeil dos Sweetlight, Night Music de Linus Loves, a remistura de DJ T ao Mayday dos Spektrum, a remistura de MSTRKRFT ao Dudun Dun de Para One, o Raveligh Dub de Soulwax ao Lovelight do Robbie Williams, a remistura de Till West & DJ DElicious ao Tooting Warrior de Mike Monday, a remistura de Trick & Kubik ao From Disco To Disco dos Whrilpool Productions, Future de Oxia, Rok Da House do Dirt Crew, Jupiter Room de Digitalism, Rock n Roll dos Daft Punk, Ape-x de Adam Sky...finalizei o meu set propriamente dito com a remistura de Trentemoller ao Go de Moby...os temas que passei a seguir foram escolha do Max para terminar a noite...mas também eram temas de qualidade, de nomes como Jamiroquai (tinha de ser..eheheh), Muse, Zen, Terrakota e James Brown...afinal, era a festa dele e do bar dele :D. Belos 6 anos. E venham mais aniversários assim. Fica aqui um grande abraço ao Max, por me ter convidado a lá ir passar som ao aniversário. E, "last but not least", fica aqui também um grande abraço, e um enorme MUITO OBRIGADO ao Miguel Mares, pois sem ele, teria sido um pouco mais complicado fazer-se a festa...amigo, nem imaginas o jeito que a tua ajuda me deu.

A seguir fomos festejar o 16º aniversário do ADN. Já havia fila para entrar, e lá dentro estava completamente á pinha, com o pesoal a curtir de forma bastante efusiva os sons mais "breakbeat" (com alguns apontamentos mais Electro, Rock, Ska e até Techno) de Cedric Benoit (DJ Matsa não pôde vir, por motivos de força maior...mas nada disso diminuiu a intensidade da festa). O pessoal estava completamente ao rubro com as sonoridades mais "groovy" e "funky" passadas por Cedric Benoit..muita coisa desconhecida, com uns temas mais conhecidos á mistura, como Rollin & Scratch e Da Funk dos Daft Punk, Eat My Samba do próprio Cedric, Voodoo People dos Prodigy, a Atomic Hooligan Remix ao Disaster de Paranoid Jack & Robb G ou aquela "bootleg" marada que mistura Public Enemy com Rage Against The Machine...muito fixe mesmo. Pessoalmente, gostei bastante, e não achei o set nada secante (houve quem achasse, mas isso cada um tem direito á sua opinião...). Pelo meio, o Pedro Viegas e o Zé Pescador ainda passaram um disco cada um...também têm direito...eheheh. Aos sábados e em muitas sextas é normal o ADN estar bastante cheio...mas ontem pode-se dizer que não cabia nem mais uma pessoa (mas, milagrosamente, lá iam cabendo...eheheh). E há já uns anos que não saía tão tarde de lá...sinal que a noite correu mesmo muito bem...o ADN já merecia uma noite destas...mais um fim-de-semana de arromba. Belos 16 anos. E venham mais aniversários deste, que a malta quer é festa rija...eheheh. A ver se um dos fotógrafos "oficiais" das noites mais alternativas de Setúbal, o Telmo, me arranja umas fotos para colocar aqui...eheheh. (E se houver do Cravo Azul também, agradeço...eheh). E se o Simões, Pedro Tiago, Abel, etc, quiserem contar como foram as respectivas noites, estão á vontade...eheheh.

p.s. Hoje á noite, mais uma vez, Setúbal Dance Night, com a música seleccionada por mim, e com o relato da minha crónica nocturna em directo, e, como sempre, com a supervisão do Pedro Monchique e do João Moço. Hoje, por motivos de força maior, só iremos estar no ar durante duas horas, das 22 até ás 00 horas.

p.s.2 Rui, já soube da triste notícia. Os meus mais sinceros pêsames, amigo. Força.

Fritus Potatoes Suicide - On The Mix

NA sequencia guerrelheira de “mixxxis” aqui fica o contributo dos

FRITUS POTATOES SUICIDE

frituspotatoessuicide.blogspot.com


crispy satan love mix

download
Goldfrapp – number one [steve angello remix]
Scissor sisters – I don’t feel like dancing [erol alkan carnival of light re-work]
Primal Scream Feat. Kate Moss - Some Velvet Morning [Extended Version]
Dada life – big time [linus loves remix]
Christopher & Raphael
JUST - popper [Shinichi Osawa Distortion Disco edit]
mason - Excedeer
The Rapture - Get Myself Into It [Serge Santiago Edit]

Para one - Dudun-dun [Boys Noize Remix]
Klaxons – Atlantis to Interzone [Crystal castles remix]
Moby feat Debbie harry – new york new york [armand van helden long version]
The Gossip - Standing In The Way Of Control [Tronik Youth Remix]
Goose - British Mode [Jester Mix]
Van she - Aretha [Van She Tech EBS Mix]
Tiga – 3 weeks [jesper dahlback mix]
Joakim- i wish you were gone [jk dub]



quinta-feira, novembro 23, 2006

Xinobi - On The Mix



---> HERE IT IS <---



Track List:

Dj Mehdi feat. Chromeo - I Am Somebody
Zongamin - Bongo Song
Para One - Dudun Dun
Buraka Som Sistema - Yah! (faet. Petty)
Uffie - Ready to Uff
Dj Falcon & Thomas Bangalter - New York New York
Digitaslism - Idealistic (original Mix)
Cassius - Toop Toop (Olivier Koletski Mix)
Guns'N'Bombs - Nothing is Getting us Anywhere
Daft Punk - Burnin' (Ian Pooley Cut Up Mix)
The Knife - Silent Shout (Williams Acidic Circuits Remix)
Trick & Kubic - Cover Me (RogerSeventyTwo Remix)
Xinobi - Turbonegro's Lesson
Brasilian Girls - Jique (MSTRKRFT Remix)
Vitalic - My Friend Dario
Daft Punk - Prime Time of Your Life (Para One Remix)
Dj Mehdi - Signature

quarta-feira, novembro 22, 2006

2 dias de Festa no Natal ? Em Setúbal ? (....) Sim e em BERLIM!!!!! 15 e 16 de Dezembro...

2 dias de Festa no Natal ? Em Setúbal ? (....) Sim e em BERLIM!!!!! 15 e 16 de Dezembro...



Onde estavas no dia 9 de Novembro de 1989?

Cardápio Nocturno

Quinta, dia 23 de Novembro:

- Eduardo Martins @ ADN - noites Electro/p0werup

- Festa de Aniversário da Rua de Baixo http://www.ruadebaixo.com @ Clube Mercado, Lisboa, com Linda Martini (live) & CONTRA DISCO (Rui Maia & Mário João Camolas)




- Marc Houle & Internal Sync @ Lux, Lisboa


Sexta, dia 24 de Novembro:

- Mr. Mitsuhirato & Dove @ ADN, Setúbal


Sábado, dia 25 de Novembro:

- Festa do 6º Aniversário do Bombar, Setúbal, com Eduardo Martins

- Mister Simon @ Tribux, Setúbal

- Festa do 16º Aniversário do ADN, com Cedric Benoit & Matsa (labrock.fr), Pedro Viegas & Zé Pescador



- The Pop & Pseudo-Fashion Boys @ Clube do Rio, Setúbal http://clubedorio.blogspot.com

- Roger Urb @ Carvoaria, Barreiro


- CONTRA DISCO (Rui Maia & Mário João Camolas) @ Lei Seca, Lisboa



- Eric Duncan (Rub n Tug) @ Lux, Lisboa



p.s. Sábado, dia 2 de Dezembro, Miguel Mares @ Baco, Setúbal

Sexta, dia 8 de Dezembro, Pedro Tiago @ Dose Tripla, Montijo

ADN : http://www.adnbar.com

- Quinta, dia 30 de Novembro, Indy (live)+ noite Electro/p0werup especial, com Henri Sanrame & Eduardo Martins

segunda-feira, novembro 20, 2006

Moulinex - Libere La Femme vol. 1






























grab it HERE. (já está novamente disponível)

38 minutes & 38 seconds:
shadow dancer - dirtbox
mstrkrft - work on you (para one remix)
daft punk - harder, better, faster, stronger
the rapture - get myself into it (sebastian remix)
run dmc - it's tricky
hystereo - let's do it
herbie hancock - rockit
new young pony club - ice cream
zongamin - bongo song
guns'n'bombs - nothing is getting us anywhere
mr oizo - nazis (justice remix)
datarock - fa fa fa
hot chip - boy from school (erol alkan extended re-work)
para one - dudun dun (mstrkrft remix)
riot in belgium - la musique
rex the dog - maximize
daft punk - robot rock
reverso 68 - tokyo disco (part one)
guns'n'bombs - crossover appeal
simian mobile disco - hustler
infadels - love like semtex (metronomy remix)
the presets - girl and the sea
aphex twin - window licker (aphex twin remix for cash)
aphex twin - window licker (run jeremy's X-rated lick)
technotronic - pump up the jam
scenario rocker - skitzo dancer (justice remix)
daft punk - human after all (sebastian remix)
para one - club hoppin


Moulinex @ myspace

domingo, novembro 19, 2006

Crónicas Nocturnas # 102

Na quinta lá voltei para a minha residência semanal no ADN, que voltou a estar bem animada, mas, desta vez, sem as loucuras da semana passada (também não pode ser sempre...eheheh). Como tem sido habitual, de início percorri caminhos mais virados para o Disco e Punk-Funk, com coisas como Appalachian Groove de Laurei Spiegel, Don-o-van Bud de Lindstrom & Prins Thomas, a remistura de Todd Terje ao Camiño Del Sosl de Antena, Captain Starlight de Zazu, Stimulation de Billy Thorpe, Flytoget de Mudd, a remistura de Chicken Lips ao Rudebox de Robbie Williams, Mayday dos Spektrum, Be You dos Punks Jump Up, Unknown Zone e Signal Failure de Padded Cell, Tape de 20/20 Soundsystem, a remistura de Major Swellings ao Doin`It de Putsch 79, entre outros. Depois, evoluí para coisas mais Electro/Acid/Minimal, Maximal, como Easy Love dos MSTRKRFT, Testarrosa Autodrive de Kavinsky, Acid Tablet de I Cube, a remistura de Spiritcatcher ao Starwaves de Kirk Di Giorgio , Carl Craig no seu pseudónimo Trés Demented com Brainfreeze, Secret Base de Radio Slave, Mouth To Mouth de Audion, a remistura de Armand Van Helden ao New York New York de Moby & Debbie Harry, a remistura de Juan McLean ao Playing House dos Kudu, entre outras coisas...

Na sexta comecei a noite no Baco, que estava calmito, com o Rato a passar um bom Rock de teor mais alternativo. A seguir dei um salto ao Tasco do Kaneco, onde estava o Abel a passar som, dentro daquela onda mais eclética que é apanágio dele...Jazz, Funk, Disco, Rock, Electro, Broken Beat, Deep-House, até algum Detroit Techno...ele depois disse que deixava nos comentários a “playlist”...eheheheh. Kaneco bastante animado. Saído do Kaneco, voltei ao Baco, que continuava a estar calmito (a chuva também não ajudava), e por lá estive a conversar um bocado com duas amigas. A seguir fui ao Tribux, onde estava o Pedro Tiago a passar som, dentro das habituais coordenadas Minimal/Acid...muito fixe. E até estava animadito o Tribux, apesar da chuva (ou se calhar, por causa dela...eheheh)...Saído do Tribux, fui fazer uma visita ao Galeria Arte Kafé, onde é agora o Pedro Lontro aka Pantera o residente. Como também já estava quase na hora do fecho, já estava pouca gente, mas sei que tinha estado animadito. AS sonoridades são as que o Pedro disse que iria passar lá...Nu-Jazz, Lounge, Funk, etc...e a pedido de um leitor do blog, aqui fica o nome do albúm de uma das coisas que por lá passou, que é When The Funk Hits The Fan, de King Britt presents Sylk 130...ehehe.

A seguir fui para o ADN, onde estavam os Sheiks Omar & Shariff aka Pedro Viegas e Zé Pescador (ainda não percebi quem é o Omar e quem é o Shariff, mas também acho que nem eles sabem bem...eheheheh). Set bastante “groovy”, a não fugir muito do set da semana anterior do Pedro Viegas a solo, ou seja, uma mistura entre Breakbeat, Electro, Hip-Hop, Bootlegs marados (muito giros um que misturava o Enter Sandman dos Mettalica com o She`s A Bitch da Misy Elliot e outro que misturava o Slow da Kylie Minogue com um qualquer tema de Breakbeat), etc, com um outro tema que são já clássicos das noites com os Sheiks, como aquele que me faz lembrar o filme do Zorba – o Grego...(não me levem a mal, mas não sei o nome do tema...eheh). Também se ouviu muito Chemical Brothers (as Sistas iriam aprovar...). O ADN também estava ao rubro, com o pessoal a dançar muito. O fim foi giro, com Bob Marley e Velvet Underground á mistura...muito fixe.

No sábado comecei a noite no Baco, e por lá fiquei até fechar. Até era para ter ido a outros sítios, mas apareceu montes de pessoal amigo, e fui ficando na conversa, e, já se sabe, quando estamo bem acompanhados, o tempo passa mesmo muito depressa...Se na noite anterior o Baco tinha estado calmito, o mesmo não se pôde dizer desta, que esteve bastante animado...então quando o São Pedro abria a comporta, o Baco ficava intrasitável, com o pessoal a abrigar-se...o que vale é que era por curtos períodos de tempo. Ao comando da cabine de som esteve o Mondim, e esteve muito bem, com a sua habitual selecção musical que versa Dub/Reggae, World Music, Salsa, Rumba , entre outras coisas bastante boas...Mondim, se quiseres deixar nos comentários uma “playlist” tua, estás á vontade...eheheh ;) . Notei também uma grande excitação á volta da Festa No Cravo Azul, com bastante pessoal á procura da “tal” pulseira...tinha umas quantas comigo, dei-as todas, e se tivesse mais, mais teria dado...ui...E outros amigos meus também eram assediados com a inevitável pergunta “ Ainda tens pulseiras ?” E engraçado era também ouvir outra inevitável pergunta “Então, hoje vamos ás p***s?”

Saído do Baco, em conjunto com o Miguel e a Rita, dirigimo-nos a esse mítico “spot” da noite setubalense, que é o Cravo Azul. Já haviam bastantes carros estacionados á porta, e também já se começava a aglomerar pessoal á porta. Ao entrar, depara-se logo com o bar, onde a côr azul predominava, e, passando o bar, á direita, entrava-se na pista de dança, que era bem maior do que eu estava á espera, e já lá estava muita gente. Muita gente disse logo que de facto era um “spot” espectacular para se fazer festas. A decoração do Cravo Azul, é, como se poderia esperar, muito “sleazy” 70s, muito “kitsch” (houve até quem dissesse que era retro-chunga...eheh...mas não se deve chamar retro a algo que, deduzo eu, sempre foi assim..aliás penso que o Cravo Azul já está aberto á mais de 30 anos...e 32 tenho eu...), com as inevitáveis bolas de espelho, a parede com uma côr que me pareceu azulada, com desenhos muito “kitsch” de mulheres, e também com assentos e mesas que ainda devem de ser do tempo em que aquilo abriu. A cabine do DJ era no sítio onde as “strippers” costumam dançar, pelo menos estavam lá os postes para esse efeito, e por cima viam-se aquelas luzinhas estilo árvore de Natal. Achei também graça ao facto de algum do público feminino estar a achar muita graça ao facto de estar numa casa como o Cravo Azul, e via-se bastante gente a tirar fotografias..aliás, eu próprio espero ter umas para publicar aqui no blog brevemente, se o habitual fotógrafo de serviço MJ assim o permitir...eheheh. Estava lá também o João Vida a fazer Vjing, com a qualidade a que nos tem habituado nos últimos tempos.

Quando lá cheguei, estava o denominado DJ Censurado, com uma máscara que o meu irmão denomina como “passa-montanhas”, mas que, para muita gente é a típica máscara dos terroristas...eheh. Existe algum mistério á volta de quem seria...seria algum DJ de Setúbal? Seria algum DJ de outro sítio? Seria um dos Dezperados? Ao perguntar ao Costa quem era, ele disse que era um gajo que tinha ali chegado e que só queria passar uns quatro disquitos, mas que ele estava a curtir tanto o som do bacano, que o deixou ficar mais uns tempitos...eheheh. Mistério...Soube muito bem ouvir pelas mãos desse DJ desconhecido coisas como Picadilly Circuits de Williams ou Future do Oxia...Parece que o gajo tem futuro...

A seguir entrou o Del Costa, com o seu pseudónimo Magazino (ao que parece, vai adoptar esse pseudónimo para todas as suas futuras actuações como DJ), auxiliado pelo Mcing do MC Jonhy Def (já há uns tempos que não actuavam em conjunto, mas nem parecia, porque nada soou forçado, saiu tudo muito bem...), sempre com as imagens do João Vida a enquadrarem-se bem com o que era passado. O começo do set do Costa foi um pouco atribulado, com o quadro da electricidade a não aguentar a potência do som,e, consequentemente, a ir-se abaixo, mas eram sempre por poucos segundos, e o pessoal até parecia divertido com isso...aproveitando-se uma das vezes para se cantarem os parabéns ao Costa (afinal, era a festa de aniversário dele...eheheh). A mim também não me chateou, as faltas de luz fizeram-me lembrar aquela onda de festas mais “old school”, mais “underground”, onde havia quase semptre qualquer coisa que não corria bem (tipo o amplificador a berrar e cenas do género, em festas no mato ou em barracões abandonados...eheheh). Mas o Costa lá equalizou aquilo de forma á luz não voltar a ir abaixo, e a festa continuou sem grandes incidentes. Por esta altura, já o Cravo Azul estava completamente ao rubro, com montes de gente a curtir, e a curtirem tanto, que ás lá se ouvia a agulha do gira-discos a saltar...eheheh. Em termos sonoros, tanto se ouviram coisas novas dentro da onda mais Minimal/Electro/Acid, de onde não reconheci muita coisa, excepto a remistura do Joakim ao Camiño Del Sol de Antena, como muitos temas clássicos, como U Don`t Know de Armand Van Helden, Flash de Green Velvet, Show Me Love de Robin S, Acperiance dos Hardfloor, Gonna Make It de Kaskade, Metropolis do próprio Costa, em conjunto com o Pedro Goya, Erotic Illusion de Nick Holder, Wild Luv e Happy Bizness dos Roach Motel...muito porreiro, mesmo.

Em termos de ambiente, estava muito bom, e também muito heterogêneo (aliás, um dos grandes objectivos da festa era reunir as diferentes tribos, do beto ao “raver”, numa espécie de comunhão...eheh, e parece que foi atingido o objectivo). Também por lá andariam á mistura alguns dos clientes habituais da casa e também algumas das “trabalhadoras” habituais, e para quem estivesse atento, não seria difícil descortinar quem era quem...eheheh. Aposto que o Cravo Azul nunca viu lá tanta gente junta numa só noite (digo eu...). E o balanço é mesmo muito positivo. Criou-se uma certa expectativa á volta desta festa que terá sido correspondida (o nº de pessoas que por lá apareceu assim o comprova, assim como a caça ás pulseiras). A música também foi bastante boa, embora houve quem estivesse á espera de ouvir umas coisas mais “ maximalistas”, e cheguei até a encontrar uma ou outra pessoa que pensava que eram os Disparo que lá iam passar som...Por mim, também me tinha sabido bem ouvir umas coisitas dessas, mas sei que não são bem o estilo do Costa, e também não estava a ver aquele quadro eléctrico a aguentar com um Waters Of Nazareth...eheheh. Mais uma grande noite de festa.

p.s. Hoje, no Setúbal Dance Night, na Rádio Vox de Setúbal, 100.6, vamos ter, logo na 1ª hora, o Zé Pescador, o Pedro Viegas e o Max do Bombar a falarem-nos acerca do aniversário do ADN e do Bombar. Aos domingos a selecção musical é feita por mim, e estamos no ar entre as 21 horas e a maia-noite. Na 3ª hora, a crónica nocturna relatada por mim.

quinta-feira, novembro 16, 2006

Cardápio Nocturno

Quinta, dia 16 de Novembro:

- Eduardo Martins @ ADN, Setúbal - noites Electro/p0werup

- Photonz @ Incógnito, Lisboa http://www.incognitobar.com

- Trevor Jackson & Gavin Russdom @ Lux, Lisboa


Sexta, dia 17 de Novembro:

- Abel Santos (Ecletic Mix) @ Tasco do Kaneco, Setúbal

- Pedro Tiago @ Tribux, Setúbal

- The Sheiks Omar & Shariff - Off The Record @ ADN, Setúbal

- Dinky (Cocoon) @ Opart, Lisboa - 12 euros, com 1 bebida

- CONTRA DISCO (Rui Maia & Mário João Camolas) @ Triplex, Porto





Sábado, dia 18 de Novembro:

- Festa No Cravo Azul, Setúbal, com Magazino & Um Gajo Qualquer http://www.magazino.org



- After-Hours, a partir das 6:30, com Pedro Tiago & CidJay @ Times Café (antigo Giovannis e antigo Santa Loucura)

- The Pop & Pseudo Fashion Boys @ Clube do Rio, Setúbal http://clubedorio.blogspot.com

- DJ Quiz @ Gota D`Água, Sesimbra

- Putsch 79 (live) @ Clube Mercado, Lisboa

- Mr. Simon @ Bar 31, Porto


p.s.
- Quinta, dia 23 de Novembro, Festa de Aniversário da Rua de Baixo http://www.ruadebaixo.com @ Clube Mercado, Lisboa com Linda Martini (live) & CONTRA DISCO (Rui Maia & Mário João Camolas)

- Sábado, dia 25 de Novembro, Festa do 6º Aniversário do Bombar, Setúbal, com Eduardo Martins

- Sábado, dia 25 de Novembro, CONTRA DISCO (Rui Maia & Mário João Camolas) @ Lei Seca, Lisboa

ADN : http://www.adnbar.com

- Sexta, dia 24 de Novembro, Mr. Mitsuhirato & Dove (Mondo Bizarre)

- Sábado, dia 25 de Novembro,16º Aniversário do ADN, com Cedric Benoit & Matsa (labrock.fr), Pedro Viegas & Zé Pescador

- Quinta, dia 30 de Novembro, Indy (live)+ noite Electro/p0werup especial, com Henri Sanrame & Eduardo Martins