segunda-feira, janeiro 08, 2007

2006 - Balanços de um ano que passou.

Pois é, 2006 já lá vai, e é a altura de se fazer um balanço...

Em termos musicais, 2006 voltou a ser um ano rico em boa música. As ondas mais Disco, Punk-Funk,Electro, Acid, Detroit, Minimal, Maximal (whatever...) continuaram a coexistir e a desenvolver-se sem grandes problemas (na minha opinião existe uma forte interligação entre estes estilos todos, ou seja, são bem mais fortes os elementos que os ligam do que propriamente os que os separam, embora tenham todos uma identidade própria e consigam-se desenvolver de forma independente...). A cena Disco e todas as suas variantes (Cosmic, Balearic, Italo e a cena dos Re-Edits) continua em força, e não tem dado mostras de querer desacelarar...eheheh. Muitos produtores também se têm virado para o legado de Detroit, como forma de enriquecerem a sua música, como se tem notado, por exemplo, nas edições da Innervisions (Âme, Tricksi, Steffan Goldman) e até de editoras como a Get Physical (Played Runner de DJ T vs Booka Shade) e até mesmo nomes de Detroit como Carl Craig ou Theo Parrish voltaram a estar na vanguarda do que mais excitante se tem feito em termos de música electrónica. Por outro lado, o pessoal Maximalista como Justice, Digitalism, Boys Noize, MSTRKRFT, Para One, etc também não pararam de nos dar motivos para dançar de forma frenética num "dancefloor" perto de si durante 2006...Foi também o ano em que o Dubstep foi também reconhecido como um estilo importante, e em que houve albúms tão aclamados pela crítica como pelo público como Burial, Kode 9 + Space Ape ou Skream. Foi também o ano dos Buraka Som Sistema e do seu Kuduru Progressivo, que por onde quer que passassem, faziam estragos no público dançante...

Mais uma vez, em 2006, locais como o Lux, Opart, Clube Mercado, Indústria e até mesmo o "nosso" Clubíssimo mostraram estar na vanguarda do que de novo e interessante se passou. E alguns festivais como o Anti-Pop ou o Paredes de Coura também se mostraram atentos a muitas coisas novas...Este ano tivémos por cá nomes como Carl Craig, Derrick May, Âme, Marc Houlé, Tigerskin, Dirt Crew, DJ T, Booka Shade, M.A.N.D.Y. , Kode 9, Luciano, Superpitcher, Michael Mayer, Digitalism, Justice, Trevor Jackson, Gang Of Four, Daniel Wang, Lindstrom, Prins Thomas, Cobblestone Jazz, Depeche Mode, The Cramps, Bauhaus, Miss Dinky, Moodymann, DJ Hell, Peter Kruder, ESG, Ada, Magda, DJ Shadow, Idjut Boys, Steinski, Freeform Five, Phonique, Ben Fat Trucker, Spektrum, Tiga, Ivan Smagghe...entre outros...

Em termos de noite de Setúbal e arredores, foi um ano bastante forte, cheio de festas/noites com música que eu considero ser de qualidade. Assim de repente, lembro-me do Palmela Beat, da festa de Aniversário do MXL no Castelo de S.Filipe, da noite de Rui Vargas no SpyClub, da festa no Cravo Azul (uma das festas que mais deu que falar em 2006, muito por causa do sítio em questão, e também da forma como as expectativas em relação a ela foram geridas...) , da festa no último dia da Festa das Vindimas, do 10º Aniversário do Baco, do 16º Aniversário do ADN...e claro, das saudosas noites no Clubíssimo, onde pela 1ª vez os Booka Shade actuaram no nosso país, e onde tivemos noites com Phonique, DJ T, Dezperados, Rui Vargas, Ben Fat Trucker (Gucci Soundsystem), Ata, Disorder,Tozé Diogo, Freshkitos, Yen Sung, DJ Vibe, para além de prata da casa como o Bruno Safara (que era o residente), Del Costa, Dj Time, Pedro Goya, Pedro Tiago, Mário João Camolas, Suki, Pedro Viegas, Roger Urb e "moi même". Se os primeiros dois meses correram bastante bem, o mesmo não se pode dizer do último, em que se notou um certo desleixo com a publicidade...mas pronto, este assunto já foi aqui (e também no blog do Clubíssimo) bastantre discutido, e não vale a pena estar a bater mais na mesma tecla. Pessoalmente, tive uma enorme pena de ver o Clubíssimo fechar as portas, até porque continuo a achar que a casa tem potencial, e que com uma publicidade bem direccionada, a coisa funciona...

Entretanto o SpyClub fechou, mas reabriu como Clube do Rio. Tivémos também a parte de baixo do Clube do Rio a funcionar, durante o mês de Setembro, num regime mais alternativo/"underground", com a parte de cima passar música mais comercial, mas, infelizmente, não teve a adesão esperada na parte de baixo, e teve de se voltar novamente para a música comercial, tendo entretanto a parte de cima tornado-se no Olds Cool, onde se passam sonoridades mais "revivalistas", a fazer lembrar o tempo do Seagull (entretanto, ouvi dizer que o Olds Cool ia sair dali, não sei se isso se concretizou ou não...)

Também sítios como o Baco, o Tribux (que fechou no sítio onde era, mas que procura outro sítio para reabrir...) e o ADN continuaram a inovar...o ADN ás sextas tem continuado a apostar em coisas novas, quase sempre com sucesso, e apostam também com regularidade na prata da casa...de realçar que pela primeira vez, tivémos o Del Costa a passar som no ADN, algo que por circunstâncias várias ainda não tinha acontecido. Tivémos também por lá nomes como Zé Belo, D Mars, Rui 31, David Rodrigues, Zé Moura aka Major Eléctrico, Cedric Benoit, Vince Varga, João Boullosa, João Patrício aka Single Again, Rai, Sofia M, Mike Stellar, Rui Maia. Puxando a brasa á minha sardinha, tenho notado também um crescimento em termos de público nas noite Electro/p0werup no ADN, ás quintas, onde estou eu a passar som. E aqui fica um muito obrigado a quem tem lá aparecido e apoiado esta noite...espero continuar a merecer o vosso selo de aprovação.

Em 2006, em geral, a noite mais virada para cenas alternativas/"underground" esteve sempre de boa saúde, embora continuem a existir pormenores que necessitam de ser tomados em conta...mas está no bom caminho para 2007.

Abriu também um espaço engraçado, ao lado do Xcêntriko, o Galeria Art Kafé, onde se ouve sonoridades mais viradas para o Funk, Nu-Jazz, Acid Jazz, etc, com as coordenadas musicais a cargo do Pedro Lontro.Abriu também um espaço engraçado, o Cup O Joe, onde se ouve, no início de noite, umas sonoridades mais "chill-out", para depois evoluir para um House não totalmente desagradável

Entretanto houve sítios que fecharam...uns voltaram a reabrir com outros nomes, outros continuaram fechados. O Maria dos Copos fechou, e, até agora, assim continua. O X-Tra Café também fechou, mas reabriu como Bubba Bar. E o sítio onde é o Vinil é o que bate os recordes em termos de mudança de nomes...num espaço de um ano conseguiu ser QB, DKB, Poppeye`s e agora Vinil...é obra...

Triste também é ver a Avenida sem a animação e a vida que a caracterizavam...mas esperemos que seja apenas uma fase, e que volte a ganhar em breve a vida que anteriormente teve...se calhar se todos lá abriram (ou abrirão futuramente...)bares optar por remarem todos na mesma maré em vez de andarem ás guerras uns com os outros, e quem abrir um bar no futuro, tentar não abrir uma casa que seja um "clone" de outras que lá estão...quem sabe se a Avenida não volta a conhecer tempos áureos...

Enfim, que venha um 2007 cheio de grandes noites, cheio também de boa música e cheio de apostas em coisas novas.

12 comentários:

Anónimo disse...

Ouvi dizer que o MXL fechou, por falência.. Alguém ouviu falar de alguma coisa??

Electrobot disse...

Foi-me dito pelo Dj residente, o Sardinha, que apenas fechou para obras/re-styling, e que reabriria já esta 5ª ou 6ª...

Anónimo disse...

eduardo nao falaste da grande festa do ano: A festa da bola de berlim. Porque? Censura?

Anónimo disse...

Boas... É possível compilarem os endereços da "movida" (bares, discos, ...) em Setúbal? Sou lisboeta adepto da vida noturna e em breve irei mudar-me para Setúbal, pelo que gostaria de me informar... Abraços!

Electrobot disse...

Epá, eu para fixar endereços sou muito mau...podes não acreditar, mas sei perfeitamente onde são os sítios em questão, mas memorizar os endereços...lol...mas lembro-me do endreço de alguns...

La Bohémme - Rua Pereira Cão, nº 11, perto da Avenida Luísa Tody e da Biblioteca de Setúbal

Baco - Praça Marquês de Pombal, nº 48, perto da Rotunda dos Golfinhos

ADN - Travessa Da Anunciada, nº 14...andando para a esquerda do ADN, encontras o Desassossego...andando para a direita do ADN, encontras o Galeria Art Kafé.

MXL - Fica no Jardim da Beira Mar.

Faltam o Bombar e o Tasco do Kaneco...o Bombar fica no Largo das Fontaínhas, agora o nº...lol. E o Tasco do Kaneco...olha, não fica muito longe da Igreja da Misericórdia...Eu avisei que para memorizar este tipo de coisas não sou lá grande coisa...

Se me puderem ajudar a completar estas informações, agradecia...

Em relação ao meu amigo que ficou chocado por eu não falar da festa da bola de Berlim...apesar de os DJs serem bons e da música ter sido boa, faltou algo importante para que pudesse ter sido uma grande festa...mais público. Mas eles têm a noção do que correu mal nesta, e as próximas decerto irão correr melhor.

Club do Rio disse...

Club do Rio - Rua da Saúde 24 (Docas de Setúbal)
Piso 0 - Discoteca (musica de dança)
Piso 1 - Bar esplanada (hip hop, r&b e rock) cocktails by Julio Toledo (cuba)
www.clubdorio.com

Anónimo disse...

o Bombar fica no Largo da Fonte Nova! numero nao é preciso! é num largo da-se bem com o sitio

Popo-Pseudo Fashion Boys & SDN Producers disse...

Eduardo mano,neste teu balanço de 2006, esquecestes um promenor mto importante. Ganhastes um tempo de antena Radiofonico páááááá...dás a conhecer os teus gostos musicais e o q bate na onda mais alternativa na Radio Vox de Setubal mano...tas a falhar pááááááá maluquee. A SDN Produçoes agradecem a tua preciosa colaboraçao.
Abraços Dj Monchike & Dj Joao Moço

Electrobot disse...

Pois é, esqueci-me de falar disso...bem, já o tinha mencionado no tópico sobre o 2º Aniversário do P0WERUP, mas não interessa, foi uma falha...sorry...mas geralmente, quando faço balanços, tenho tendência em falar acerca de assuntos gerais, não tanto mais pessoais...

Em relação ao Bombar...exacto, é no Largo da Fonte Nova (eu avisei que nomes de ruas e cenas do género não é comigo...)

Chinês disse...

Lisbon friend, tambem tens o Vinicios Club onde era antigamente o Q.B, os club dos Queimado que fica ao lado do club da ribeira, tens o club dos soldados do fortuna onde era antigamente o KêGêBê. Há ainda o Abelhudo bar ao lado do restaurante que tem a foto do bello a porta. Como vês a night do sado tambem é á manerrra. Tem cuidado é ca carrrrterrra.

Lisbon Friend disse...

Amigo Chinês
Obrigado pela dica. However e pla forma abixanada como descreveste n tou nem aí pra te comer o bujon. Estranho como entras com frekuencia no "Heaven" e n falaste da cena. N saiste do armário ainda man ?? k foi ? os soldados da fortuna aleijaram-te mto da ultima vez k te aplicaram o esfoliante anal ?? tadinho.....

Chinês disse...

Até podia ser, mas a ultima pessoa km kem keria alguma coisa seria kontigo lambe-botas, vira-casacas! Não passas de um mau projecto de gente, volta pa tua casota e abana o rabinho como fazes sempre k te dão um osso. O Heaven tem mais categoria que a casa dos enrrabados do Fortuna!