domingo, julho 09, 2006

Crónicas Nocturnas # 81

Na quinta lá voltei mais uma vez ao ADN, para a minha residência semanal, e que, mais uma vez, voltou a estar bastante animada. Como tem sido habitual nos últimos tempos, tenho iniciado os sets com sonoridades nais Disco, coisas como Lindstrom, Prins Thomas, Captain Rapp, Kris Menace, Ray Mang, Escape From New York, Nancy Martin, Divine, Lipps Inc, etc, para depois evoluir para coisas mais viradas para o "Electro", Minimal, Detroit e Acid-House, coisas como Carl Craig, Mike Monday, Lorna, DJ Medhi, Think Twice, Solid Groove, Coburn, Williams, Booka Shade, Abe Duque, Michael Mayer, etc. Tenho notado um crescimento gradual na afluência ás minhas noites no ADN, e só espero que seja para ir continuando assim...eheheh.

Na sexta comecei a noite no Baco, que estava agradável, com sonoridades mais viradas para o Dub/Reggae, mas também se ia ouvindo bom Rock. Bastante animado.

A seguir fiu visitar o Tasco do Kaneco, que também estava animado, com o Abel a passar lá som, numa onda mais "rockeira", com algum Funk e Disco-Sound á mistura que o habitual...Rapture, Doors, Dandy Wharwols, Led Zeppellin, Police, The Killers, Sister Sledge, Salsoul Orchestra, etc.

A seguir fui para o ADN, que também estava bastante animado, com os Trash Pop Raiders aos comandos da cabine de som, com sonoridades mais viradas para cenas Indie/Post-Punk e algum Rock estilo Rage Against The Machine...boa selecção, ADN cheio e ao rubro, com o pessoal muito animado mesmo. Gostei.

A seguir ainda dei um salto ao Dessassossego, só para ir cumprimentar algum pessoal amigo (passava-se Whitesnake), mas não fiquei lá muito tempo, pois queria ainda ir ao Clubíssimo. Chegado ao Clubíssimo, deparo com uma casa a meio-gás, com o Bruno Safara e o Miguel Kellen a pasarem som, o Safara dentro de uma onda mais "Electro" e Minimal, o Kellen mais numa onda Disco (soube mesmo bem ouvir o Supernature do Cerrone),Hip-Hop e Reggae, mas tudo bom som, como aliás é habitual neles. Também gostei.

No sábado, após um jantar de anos (num sítio na Volta da Pedra, que é o Mirante, onde se come muito bem, mas sinceramente tenho pouca paciência para estar em restaurantes em que se é obrigado a estar a ouvir música de má qualidade e karaokes...), fui ao Baco, para ir passar som. Mais uma vez correu-me bastante bem, com o Baco muito animado, e com o pessoal a curtir o som que passei. Comecei numa onda mais Hip-Hop, com cenas como I Can`t Live Without My Radio de LL Cool J, Express Yourself dos N.W.A. ou What U Waitin`4 dos Jungle Brothers , mas cedo evolui para coisas mais viradas para o Disco, como Not So Fantastic de Ray Mang, Southern Freeez dos Freeez ou You Don`t Know dos Serious Intentions, passando depois para coisas como o re-edit de Greg Wilson ao Sunshine dos Rockers Revenge, o Palladium de Alan Braxe e Fred Falke ou o Roh de Headman, tendo entrado depois dentro de uma onda mais virada para o "Electro", Minimal, Acid-House e Detroit, como The Message dos Bodytalkers, You Work You Live To Party dos Think Twice, Flat Beat de Mr. Oizo, Around The World dos Daft Punk, a remistura de Luetenzkirchen ao The Sick & The Beatifull de Mike Litt, Body Jack de Marc Romboy & Tommie Sunshine, Erotic Discourse de Paul Woolford, Twilight dos Remote, a remistura de Phones ao Hounds Of Love dos Futureheads ou a remistura de Carl Craig ao Fly Me Away de Gioldfrapp. Mais uma vez, gostei muito de ter lá estado no Baco, e espero que o pessoal também tenha gostado.

De seguida fui para o Clubíssimo, e, contrariamente ás minhas expectativas, encontrava-se bem composto e já com alguma animação. Digo isto, porque com o DJ Vibe a passar som no Castelo de S. Filipe, esperava encontrar um Clubíssimo bem mais vazio que o habitual, o que, felizmente, não foi o caso. Estava o DJ Time a pasar som, com a boa selecção musical que é habitual nele. A seguir, já com a pista bem composta, entra em acção a convidada da noite, a Yen Sung, que me surpreendeu pela positiva, com um set bem mais Minimal e "Electro" do que lhe é habitual ouvir (também já não a ouvia há uns tempos...), mas com o nível de qualidade a que ela sempre me habituou desde que comecei a seguir a carreira dela, e já lá vão uns bons anos desde a 1ª vez que a ouvi. Set muito "groovy", muito dançável, a "obrigar" o pessoal a ficar a dançar até á exaustão na pista de dança. Reconheci poucas coisas, das quais realço a remistura de Ewan Pearson ao Ride A White Horse de Goldfrapp, Domino de Oxia ou Wrong Galaxy de Shit Robot. Gostei muito. Como disse o meu amigo Pedro Tiago, um set bastante "cutting edge".

8 comentários:

gustavo beça disse...

ARO, Eduardo!
Ainda bem que tens tido mais gente nas tuas festas! Aos poucos o pessoal vai deixando de ser duro de ouvido!!!:)
continuação de bom trabalho!
grd abraço

Pedro Tiago disse...

mt bom o set da Yen Sung ,sim senhora , gostei bastante!!! ;D

MP disse...

Edurado, mil perdões de te fazer de pombo correio, mas tenho o e-mail errado do Magau, e preciso de lhe pedir autorização para por parte das faixas dele (que são muito surpreendentes, diga-se) no site da Noite CD-R.

Se o puderes contactar...

Um abraço!

cosntou-me que o fds de 22 é muito agitado por aí. Estou no Porto nessa altura, caso contrário dava um pulo a Setúbal!

Anónimo disse...

yen sung em grande estilo, deu 10 a zero a nivel musical ao vibe :)

Miguel Mares disse...

MP, eu proprio falei com o magau.
E estás a vontade para por as musicas dele no site. ele de momento não tem net, portanto n tem o mail actualizado! qualquer dúvida que tenhas também podes enviar um mail para mim ou para o mário no myspace.com/disparo

Abraços

Anónimo disse...

O vibe actual não vale nada. VALE ZERO... E VENHAM DAÍ OS FANS DO VIBE O DEFENDER... APAREÇAM PPL DO BONÉ... OU TAO MUITO PREOCUPADOS A COLOCAR A MEIA POR CIMA DA CALÇA PARA IR À AMEIJOA??

FORÇA EDUARDO, NUNCA DESISTAS DA TUA LUTA.

Tank disse...

Sinceramente o som do vibe ou do antónio pereira (valha-me o nome!) nunca me seduziu... inclusivé aquele best que o persegue a relembrar o beat do samba deixa-me completamente indiferente e dá-me sono! Por isso confesso, aqui e agora, que sempre que esse senhor ou gaijo estava nos locais que eu frequentava a pôr som, adormecia nos belos sofás!

throllsista disse...

Kida Sista digamos que... o Vibe te dá urticária né?
bjs