segunda-feira, julho 17, 2006

2º Aniversário MXL@Castelo de São Filipe




Os bilhetes custam 15 euros, com direito a uma bebida.

Poderão obtê-los no MXL e na Flur.

8 comentários:

MP disse...

Pois é com pena que não estou por cá nesse fds...

um abraço

Anónimo disse...

porra,,costinha,costinha..na sabem mais,ja cança..deem oportunidade a outros..

Anónimo disse...

Esteve-se praticamente dois anos sem se ter o Costa a passar cá som de forma regular. E nunca achei cansativo ouvi-lo, porque nunca ouvi dele sets repetitivos. E, quer se queira, quer não, quando ele passa som, as casas ficam, no mínimo, compostas...infelizmente, continua a não haver DJ nenhum de Setúbal, sem ser ele, que garanta isso...apesar de haver por aí nomes que mais cedo ou mais tarde acredito que comecem a chamar tanto pessoal quanto o Costa chama.

Bruno Silva

Bruno Silva

Anónimo disse...

mas para este evento nao havia necessidade, até porke no ano passado fizeram 1 gd festao com nomes menos conhecidos...

Anónimo disse...

da exemplos??

Anónimo disse...

Exemplos de nomes susceptíveis de um dia provavelmente atrair tanta gente como o Costa no futuro? (parto do príncipio que são exemplos disso que queres) Já sei que os que vou mencionar vão soar controversos (até pelo historial em termos de comentários aqui neste blog) mas vou também explicar a razão pela qual os que menciono que são estes:

-Pedro Goya
Bom produtor, bom DJ, boa selecção musical boa leitura de pista, associação ao Del Costa. E é um gajo humilde.

-Mário João Camolas
Sets variados, não se fixa num só estilo, boa selecção musical e boa leitura de pista. É também uma pessoa com carisma. E é também um gajo humilde. Quem o acha arrogante, é simplesmente porque não o conhece pessoalmente. Acho que é dos gajos que tem capacidade de ir mais longe, seja a solo, seja em projectos como os Disparo ou até os Revolwers.

-Sukik
Para além de uma boa selecção musical, e de ter valor por si só, é mulher, e ainda por cima das poucas a passar o estilo de música que ela passa. E todos nós sabemos que ver uma mulher a passar som é sempre aquele "je ne sais quoi".

E estes 3 nomes que referi já começam a ter uma base alargada de fãs.

Outros nomes que também poderão ter a capacidade de começar a chamar pessoal serão o Eduardo Martins (o responsável por este blog), o Pedro Tiago e o Bruno Safara.

Obviamente que se houvesse mais bares a apostar em coisas inovadoras, e os que apostam tivessem melhores condições, ou seja, se existisse uma maior cultura de bar, alguns destes nomes já teriam uma base de fãs/seguidores manifestamente maior.

Bruno Silva

Anónimo disse...

Os meus exemplos são:

Pedro Goya, Mário João, Pedro Tiago, Claudio Cruz, Eduardo Martins e Abel Santos.

1) Pedro Goya, que tendo créditos formados lá fora, tanto pelo lançamento de discos em grandes editoras, como pelas sonoridades praticadas e o seu à vontade atrás da cabine, boa leitura de pista, muito boa técnica. Em nada fica atrás do Del Costa. (Pessoalmente preferia-o quando passava as ondas mais funky!!)

2) Mário João, pela sua versatilidade na mistura de diferentes estilos. Assim como, pela ENORME evolução que teve...

3) Pedro Tiago, boa técnica e uma boa selecção.

4) Cláudio Cruz, puto com técnica, apesar de andar sempre nas cenas mais comerciais. Acredito que evolua quando deixar os comerciais e os cds copiados.

5) Eduardo Martins, o homem do momento, que para vingar em Setúbal à séria tem de adquirir mais técnica, pois caso venha a evoluir como o Mário evoluiu irá certamente ser um grande valor, maior do que já é, já para não falar do seu vasto conhecimento musical. (Falo tecnicamente em Setúbal, pois já ouvi no Lux com cada "carpinteiro" e ninguem se manifestava!!)

6) Abel Santos, para além da sua experiência, é senhor de uma eclectividade musical que só visto. Belíssimos sets sejam em Deep, seja em Rock,... Revolucionário demais.

Joseph Sadino

Cláudio Cruz disse...

pessoal nao quero com isto parecer arrogante ou cena assim mas...www.beatport.com !! Quanto ao resto da critica concordo plenamente.