domingo, fevereiro 15, 2009

Crónicas Nocturnas # 126

Pois é, não tenho feito muitos relatos acerca da "movida" setubalense, mas a verdade é que nao tem havido muito que relatar...

No dia 30 de Janeiro fui ao ADN ouvir o Mário João a passar som no ADN, e gostei bastante. Uma viagem sonora por entre o melhor que se tem produzido dentro da música electrónica nestes últimos 30 anos, com alguns toques "rockeiros" à mistura, tudo perfeitamente sincronizado com as imagens do VJ Super 8 aka João Vida, que está de parabéns, e a evoluir cada vez mais. Engraçado por vezes a forte componente estroboscópica das imagens, que, na ausência de uma "strobelight", produziam um efeito bastante semelhante á utilização de tal aparelho. (Pessoalmente, foi algo que sempre gostei bastante em discotecas/bares dançantes, e que tenho sentido muito a falta nos últimos anos...para quando um regresso em grande da "strobelight"?) Engraçado também o súbito "concurso" de sombras chinesas, a ver quem fazia os melhores pássaros ou as melhores cabeças de cão com as mãos...eheheh...bem divertido. De realçar também o bom ambiente na casa.

No dia a seguir fui passar som a um dos novos sítios que abriu por cá, o Sons Of Beach, onde antigamente era o Labutes, Kopus, etc...Foi porreiro, mas infelizmente, com a grande tempestade que assolava a noite em questão, não estavam presentes muitas pessoas. Mas o espaço está giro e o ambiente, embora um bocado juvenil, também é bem porreiro, e recomendo uma visita. Melhor sorte teve uma semana depois o Dee Costa, que apanhou uma casa bem composta, e, com o vasto "know how" que já tem da noite e de passar música, conseguiu pôr quem lá esteve a dançar. Set bastante eclético, passando por diversos estilos como Deep/Vocal-House, Minimal, Electro-House e um ou outro tema mais "Old School" pelo meio.

Esta sexta que passou fui ao Clubíssimo, para a festa onde iriam passar som o James Warren, a Kokeshi e os Turndtable. Quando cheguei ao Clubíssimo, já estava a Kokeshi na cabine, e terei ouvido para aí uns 40 minutos de set, que gostei bastante...sonoridades por entre o Minimal, cenas "Housey" e cenas mais "Detroitescas", com muito "groove". A seguir entrou o James Warren, que também não fugiu muito da linha da Kokeshi, também com bastante "groove", e a pôr a malta a dançar. Dos Turndtable já não ouvi muito, pois tinha de me ir embora, mas o pouco que ouvi não foi mau. A casa estava composta, e com muito bom ambiente, mas podia estar com bem mais gente, fosse feita publicidade mais cedo. Não percebo porque se insiste apenas em fazer-se publicidade quase em vésperas do evento, e sei de pessoal que não foi porque simplesmente não sabiam que ia haver este evento. Inclusivé o cartaz que afixei no Baco já na sexta á tarde não me foi entregue por ninguém que fosse ou do espaço ou da organização da festa, foi encontrado por mim caído no chão não muito longe dali, e decidi afixá-lo porque achei que era um evento que merecia ser publicitado, e que eu achei que muita da clientela do Baco acharia interessante. Por favor, publicitem os eventos com pelo menos uma semana de antecedência.

E ontem fui ao ADN ouvir o set a meias entre o Zé Pescador e o Ruben. Esteve-se bem, portaram-se os dois bem, e ouviu-se do melhor que se tem feito na cena Indie/Alternativa nos últimos anos. Noite bem divertida, com o ADN cheio, e com o pessoal a curtir. É o que se quer.

3 comentários:

Anónimo disse...

Já que estamos em maré de crónicas, vou fazer a minha, já vem um pouco atrasada mas estive ausente do pais, e fiquei espantado quando verifiquei que passado uma semana nem um comentario foi escrito à ultima festa Drum realizada no Clubissimo.
Festa esta que esteve muito aquem das anteriores, primeiro devido à falta dos cabeças de cartaz(culpa do mau tempo) mas tambem dos preços elevados que se praticaram nessa noite, facto que não se justificava, não havendo cabeças de castaz, mas por impossição da gerencia da casa.Já agora pegando no assunto "gerencia da casa" gostava de salientar que aquilo era uma festa Drum e que a musica que se passa numa festa Drum é Drum se os responsaveis da casa não gostam, isso é problema deles, mas não fica nada bem que os clientes se apercebam e que comentem mais tarde em conversa de café os comentários tristes e infelizes alem da má cara apresentada ao longo da festa pelo staff da casa mais precisamente as altas patentes.
Para acabar quero ainda frisar o mau gosto que se continua a praticar na discoteca em causa, já que alem dos cartazes pimba que prolifram pelo chão (segundo o nosso amigo Edu)as festas que se realizam são de extremo mau gosto continuando a apostar em pessoas desactualizadas musicalmente e estremamente arrogantes, salvo alguns Djs convidados que sempre dão um pouco de nivel a esta casa mas isso não interessa nada porque é tudo "pexe pó gato"
Um cliente da noite de Setúbal

Anónimo disse...

COMEÇEM MAZÉ A DESCOBRIR OS DJ'S MAIS NOVOS,os novos talentos .. é sempre a mesma coisa isto aqui

SUKI disse...

Manifesto,esta será o 3o evento k organizam,Pedro goya e Rogério Martins,dois produtores e djs de grande qualidade,k trabalharam p chegar onde estao!
Este evento,terá inicio ás 00.00 no CLUBISSIMO em Setubal,junto ao rio Sado e terminará,sabe deus quando!OBRIGADO AMIGOS


LINE UP:

CALAPEZ ( internal sync) PT
(datapunk/troia recordings)


PEDRO GOYA ( classic mff/troia recordings) PT

ROGERIO MARTINS ( pistonrecordings/ jackmoves) PT


EYTIN WHOLE ( kismet/troia recordings) ESP