domingo, outubro 15, 2006

Crónicas Nocturnas # 97

Na quinta foi, mais uma vez, noite de ADN, e, mais uma vez, voltou a estar bastante animada, e mais uma vez com direito e "encore"...eheheh. Como tem sido habitual, tenho começado a noite com coisas mais Disco, coisas como a remistura de Todd Terje ao Camiño Del Sol de Antena, a Malfunction Dub Mix dos Chicken Lips ao Rudebox do Robbie Williams, o re-edit de Greg Wilson ao Sunshine dos Rockers REvenge, Last Night A DJ Saved My Life dos Indeep ou Is It Big Enough de Prins Thomas, para depois evoluir para coisas mais Electro/Acid/Minimal, como Pinball de Williams, Freakin`de Marc Romboy & Blake Baxter, Jupiter Room de Digitalism, Hustler de Simian Mobile Disco, Drug Queen de Duoteque, Future de Oxia ou a remistura de KId Alex ao Do Worry dos Telex. Foi mais uma noite que correu bem, e muito obrigado a quem lá esteve, curtiu e me continua a apoiar.

Na sexta comecei a noite no Baco. Quando cheguei ainda estava calmo, mas a pouco e pouco foi ficando animado, ao som da Joana, que, enquanto a estive a ouvir, portou-se muito bem. Começou com uns sons mais calmos, mas depois começou a evoluir para coisas mais animadas, mais Electro e Punk-Funk. Selecção musical irrepreensível. Por lá também encontrei o Simões e o Mário João, mais o "crew" ADN em peso e a Sofia (aka Gretluna do Forúm Sons), que iria passar som nessa noite lá no ADN.

A seguir eu e o Simões fomos para o Bombar, que também estava animado, mas não ficámos por lá muito tempo. A seguir fomos para o Tribux, onde estava o Pedro Tiago a passar som, e estava bastante animado, já com pesoal a dançar e tudo...o Pedro passava som dentro daquela onda mais Acid/Minimal tão típica dele, sempre com um balanço muito "groovy". O Tribux é daqueles bares em que também já lá merecia um material de som como deve de ser, em vez de ter de ser o pessoal que lá vai passar som a ter de trazer tudo...Qualquer tasco no Bairro Alto tem pratos Technics e mesa de mistura (ou pelo menos uns CDJs-100), não sei porque é que em Setúbal a malta que abre casas quer ter pessoal a passar som, mas não investe em material para que se possa fazer um trabalho decente...enfim...a ver se este tipo de mentalidade muda...

A seguir fui para o ADN, onde já se encontrava a Sofia a passaer som. A Sofia passa uma onda mais virada para o Pop/Rock de teor mais Indie/Alternativo, coisas como Franz Ferdinand, Killers, Bloc Party, She Wants Revenge, Young Gods, Arcade Fire, Smiths, Broken Social Scene...foi muito giro. Houve quem dissesse que a Sofia era a versão feminina do Zé Pescador a passar som, e que se algum dia o Zé não pudesse ir a um sábado, era chamar a Sofia...eheheheh. ADN bastante animado.

No sábado fui ao Baco, onde esteve o Miguel Mares a passar som. Como sempre, ao começo bastante calmo, mas com o passar do tempo foi chegando mais gente, até estar completamente á pinha, tanto lá dentro como lá fora. O Miguel começou com sonoridades mais "downtempo", com coisas estilo Air ou Nightmares On Wax, mas foi evoluindo para coisas mais Big Beat, como Freestylers ou Freddie Fresh, para depois evoluir para cenas mais Electro/Punk-Funk, com uma ou outra cena mais Minimal, coisas como Easy Love dos MSTRKRFT, e a remistura destes a Woman dos Wolfmother,Jupiter Room dos Digitalism, e remisturas destes ao Cairo dos The Cure ou Disco Clown dos Munk, Waters Of Nazareth Justice, Ross Ross de Sebastian, Ready To Uff da giríssima Uffie, Night Falls dos Booka Shade, a Dimas New Beat Mix de My Friend Dario de Vitalic,Spam de Alex Gopher, Baby dos Jeans Team, a remistura de Boys Noize ao Frau de I Robots, entre outras coisas de que não me recordo ou que não reconheci...eheheh. Baco completamente ao rubro, e montes de malta amiga e conhecida por lá a curtirem o bom som. E a seguir...casa. Não me estava a apetecer ir para mais lado nenhum.

23 comentários:

mister simon disse...

eh pá, faltou dizeres que estavamos nós no tribux a curtir um ganda som que o pedro tiago estava a passar, e nisto aparece por lá um cromo com um bigode tamanho deste mundo e metade do outro, a pedir bob marley!

Electrobot disse...

Eheheheh...é verdade, já me tinha esquecido dessa...

Essa cena dos pedidos sem nexo também é algo que me mete alguma impressão...eu próprio já fui vítima disso...desde pedirem-me Shakira ou Kizombas ou Dire Straits...

"O Inimigo do Joca" disse...

"O Tribux é daqueles bares em que também já lá merecia um material de som como deve de ser, em vez de ter de ser o pessoal que lá vai passar som a ter de trazer tudo...Qualquer tasco no Bairro Alto tem pratos Technics e mesa de mistura (ou pelo menos uns CDJs-100), não sei porque é que em Setúbal a malta que abre casas quer ter pessoal a passar som, mas não investe em material para que se possa fazer um trabalho decente...enfim...a ver se este tipo de mentalidade muda..."

Estiveste muito bem nisto que escreveste, Eduardo. Isto que foi dito não se aplica só ao Tribux, também se aplica ao Baco e ao Bombar. Querem lá gente a passar música, mas criar as condições para tal, está quieto ó meu!!!Sinceramente, não percebo o que vai na cabeça deste pessoal que gere as casas. Eu sei que o material de som não é barato, mas foda-se, é um investimento com o retorno garantido, e é uma mais-valia para a casa. As casas mexem mais quando lá está pessoal a passar som e que sabe o que anda a fazer, vejam a enchente que o Baco teve no sábado, com o Miguel Mares a passar música. Muita gente até pode não ter ido lá de propósito para o ouvir (é até o mais certo), mas o som que ele estava a passar anima, e faz com que o pessoal fique com vontade de lá estar no Baco, e assim vão consumindo mais. O triste é que reparei que ele, para que conseguisse fazer um trabalho como deve de ser, teve de trazer uns leitores de cds, porque o que lá está no Baco para passar som é ridículo, um leitor de DVD e um leitor de aparelhagem. Assim não dá.

No sábado também estive no Clube do Rio, que esteve á pinha, estava mesmo muito cheio, tanto na parte de cima como na debaixo. O som em cima estava melhor, com um rockzito estilo Seagull, em baixo era música muito comercial, e assim continuou até eu me ter ido embora. Parece que já desistiram de levar lá gente que passa boa música, mas também nãom os censuro, parece que com a música comercial se safam melhor. E a verdade é que muito pessoal se queixa que em Setúbal não se passa nada, mas também quando há, não aderem. Farto-me de rir da malta que se queixa do Zé Pescador aos sábados no ADN, mas que tendo algo de diferente a acontecer noutro lado, vão na mesma ouvir o Zé Pescador ao ADN, apesar de passarem a vida a falar mal dele, e de se queixarem que não se passa nada em Setúbal.

Outra coisa engraçada é que aparentemente estão a tentar trazer de volta do mundo dos mortos o KGB. Tenho lido uns comentários acerca disso no Hi5, num grupo dedicado á memória do KGB, criado pelo Pedro Gamito, onde ele anda a sondar o pessoal numa de ver se um KGB em 2006 será ou não viável. E está até a pensar fazer uma festa estilo "Remember KGB" num sítio ainda a definir. Caro Gamito, porque não fazê-la na Espanhola ou no Budha? Parece que até vai começar a estar na moda fazer festas em casas de reputação duvidosa.

E o Clubíssimo? Quando é que reabre de vez? Já tenho saudades das loucas noites que tive lá este Verão. Espero que não permitam que o Clubíssimo volte a ser atacado pelo vírus do "pop & pseudo-fashion", como tão bem diz o Eduardo.

Anónimo disse...

"O triste é que reparei que ele, para que conseguisse fazer um trabalho como deve de ser, teve de trazer uns leitores de cds, porque o que lá está no Baco para passar som é ridículo, um leitor de DVD e um leitor de aparelhagem. Assim não dá." ja para nao falar do amp e das miseraveis colunas.... lol

Anónimo disse...

ó eduardo tambem nao podemos comparar um bar de setubal com um tasco do bairro..... , mas é certo que qualquer um destes referidos poderia fazer um pequeno investimento nesse sentido, mesmo que nao tenham material de topo , mas pelo menos o básico... é que só tinham a ganhar !

Anónimo disse...

ao sr "inimigo do joka",oke e ke percebes musika,pra dizer ke e comercial..es outro ke tem a mania..critikam as casas mas na fazem nada...

Anónimo disse...

voces se mordem a lingua morrem envenenados.....

Electrobot disse...

Ei, eu também não disse para eles investirem em material de topo, mas acho que já está na altura de haver o mínimo para se conseguir fazer alguma coisa como deve de ser. E o Baco, se não tivesse os JBSystems avariados, e tivesse outra coluna como deve de ser, até não estava mal, e até acaba por ser o que vai tendo as melhores condições...E há pratos que, não sendo exactamente uns Technics, até são porreiritos. Mal ou bem, habituei-me a misturar, e agora mete-me impressão estar a passar música electrónica sem a misturar, se bem que atino bem melhor com o vinil de que com os cds...

Mas também era uma questão de eles estarem atento aos mercados de venda de material de som em 2ª mão...olha que se encontram coisas boas e em bom estado a preços relativamente acessíveis...

"O Inimigo do Joca" disse...

"ao sr "inimigo do joka",oke e ke percebes musika,pra dizer ke e comercial..es outro ke tem a mania..critikam as casas mas na fazem nada..."

Eu não critiquei a casa, disse apenas que na parte debaixo ouvi música comercial, e que na parte de cima ouvi rock. Não estava a querer ofender ninguém nem os respectivos gosto musicais. Preferia, como é óbvio, que continuassem a levar lá o Pedro Tiago, o Cid, o Eduardo, os Disparo, o Safara, etc, mas tenho também a consciência que naquele sítio é difícil fazer vingar outras ondas que não as mais viradas para o comercial ou para o pop/rock FM. Mas há que dizer que a noite em que lá estiveram os Disparo e o Eduardo até correu bastante bem, mas infelizmente terá sido uma excepção.

No Clube do Rio pelos vistos decidiram optar (e bem, tendo em conta a enchente este sábado) pela música comercial e pelo pop/rock FM, e só lhes posso desejar toda a sorte do mundo, até porque tenho pessoas amigas a trabalharem lá.

E a ver se aparece alguém consiga fazer algo do Clubíssimo. Aqui estou plenamente de acordo com o Eduardo, para mim é o sítio que reúne todas as condições ideais para se fazer um bom clube de música electrónica. O pessoal do MXL tentou, e louvo-lhes o esforço, mas não tiveram a pedalada necessária, e falharam em alguns aspectos essenciais (embora a culpa não deva ser atribuída única e exclusivamente a eles), os quais até já foram debatidos aqui neste blog e no do Clubíssimo.

Anónimo disse...

ao sr "inimigo do joka" deixa de panos kentes,es outro ignorante.so faz falta kem ta..nao percebes nao fales..o clube rio vai pa frente nem ke tenha passar por cima de todos..

"O Inimigo do Joca" disse...

"ao sr "inimigo do joka" deixa de panos kentes,es outro ignorante.so faz falta kem ta..nao percebes nao fales..o clube rio vai pa frente nem ke tenha passar por cima de todos.."

Foda-se!!! Mas quantas vezes tenho de dizer que não tenho nada contra o Clube do Rio? E que até tenho pessoas amigas lá a trabalhar? Compreensão lenta, hein? E depois eu é que sou ignorante. Haja paciência.

Anónimo disse...

falam falam falam,mas o que e certo e que o rapaz "ze pescador",continua a fazer 1 bom trabalho..todos sabados o adn esta a bombar..quase sempre com musica recente..

Anónimo disse...

Como amigo e cliente do Baco não posso deixar passar aki as más linguas e a difamação que aki vai contra uma casa que muito respeito e muito dá a esta terra que pouco tem tido pr oferecer (infelizmente).
Um Bar com 10 anos que abriu com duas JBL control-5 um bom Amp. JBSystems e tudo o k faz falta pr os djs e pseudo djs que por lá passam, são excelentes condições pr uma casa que fecha as 02.00h.
Parece-me que o que se passa nos dias de hoje basicamente é a manutenção do material que segundo consta esta em fim de vida e pl que sei foi ao "médico" pr arranjos.
Tal como vocês todos (difamadores e afins) o deviam fazer pr ver se curam essa grande dor de cotovelo mas sobretudo a mente mesquinha e atrasada que vos anda a fazer mal.
Uma atenção especial ai ao "inimigo do joca" pr ele como diz um amigo meu vai "um abracinho da morte" pl contrario ao GRANDE ELECTROBOT fica aqui um mega PROP. de Parabéns pl buog e espero ver-te e ouvir-te no Baco o mais depressa possivel, abraço!

P.s- Grande Miguel, Grande noite no BACO!!! Abraço!!

Ass: O inimigo do "inimigo do joca and friends" he he he... se as Sistas sabem quem tu és...uiuiii esconde-te....

"O Inimigo do Joca" disse...

Não foi minha intenção difamar o Baco. Sou cliente habitual e gosto muito de lá ir. Apenas pretendi dizer que se querem lá ter gente a passar música, que criem as condições para tal, e que não tem jeito nenhum o pessoal andar a trazer material de casa, tal como fez o Miguel Mares. Se para alguns DJs é-lhes indiferente que haja ou não cds que dêem para fazer mixes, para outros já não é bem assim.

Longe de mim estar a desejar algum mal ao Baco, adoro lá ir, desde sempre que o frequento. Não quis ofender nem o donos nem quem o frequenta, apenas quis realçar um aspecto que deve de ser tido em conta, e que decerto só trará mais-valias ao Baco. E o mesmo se aplica ao Tribux e ao Bombar.

João Amaral@mix.pt disse...

Ora até kenfim k metem o dedo na ferida. O Clubissimo tem efectivamente as condições pra ser um bom club de musica electrónica e também louvo o esforço do MXL mas a verdade é uma: o esforço do MXL batia na percentagem que o Time metia ao bolso inflacionando os cachets dos Djs. Esse nunca sentiu a dificuldade, sugou o que havia pra sugar a quem, ingénuamente, tentou mudar a noite em Setúbal.

rainha da noite disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

A mulher assim e ke e falar!!!!!!!!!!!!!!!es grande............

Bola de Fogo/Keima Bilhas disse...

Quando será que o pessoal da noite de setúbal vai perceber que o KGB foi uma cópia de uma casa que o DR,Engº Pedro Gamito tirou de uma grande casa de Setúbal que é o Porto de Abrigo? Não há nem pode haver dúvidas quanto a isso. O Club do Rio vai pelo mesmo caminho copiar o que já foi feito, enfim.

Gostava de perceber qual a função do Rui Marrakéshi do Club do Rio, será de moço de recados? Porque será que a Sukik saiu?Hum...

A melhor casa pa levar dee jay´s de electro é a Mancha Negra club, ao lado do Club do Rio/Spy/Ice/KGB...será k ainda ninguem se lembrou?

O Costinha já anda lá perto, vai tocar no Cravo Azul, já está a um passo do Mancha Negra? Beijinhos ao Édu...

Destabilizador disse...

Vê lá se pagas á moça ó Gamito!! ahaha

Electrobot disse...

Mancha Negra Club? Tás a falar do Orixá? Ou abriu recentemente alguma casa ali ao pé, e ninguém deu por isso? Eheheheh.

Anónimo disse...

ja ke tamos a falar de dividas, victor gaio, podias-me pagar as 2 noites k me deves?

ass. o melhor barman que o spy teve

Lolita Engracia Consuelo disse...

Amiga "melhor barman que o Spy teve" é no que dá misturar sexo com trabalho e teres trabalhado 2 noites "na copa" a "aviar".....

Anónimo disse...

eheheh...tumba..